X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Barco de pesca afunda na Baía de Vitória e Marinha abre investigação

| 20/03/2021 08:33 h | Atualizado em 20/03/2021, 09:15

Imagem ilustrativa da imagem Barco de pesca afunda na Baía de Vitória e Marinha abre investigação

Um barco de pesca naufragou próximo ao Canal de Acesso ao Porto de Vitória. O caso aconteceu na tarde dessa quinta-feira (18), mas um vídeo do incidente só começou a circular nas redes sociais nesta sexta-feira (19).

De acordo com a Marinha do Brasil, não houve vítimas e nem poluição da água. "Desde a ocasião, o Centro de Hidrografia da Marinha tem emitido Avisos-Rádio para alertar os navegantes", diz um trecho da nota enviada pela Instituição para o Tribuna Online.

Ainda segundo a Marinha, a Capitania dos Portos do Espírito Santo (CPES) já encontrou o proprietário da embarcação, que foi notificado para realizar a retirada do casco. Além disso, a Capitania também já verificou que o barco está fora do Canal de Acesso ao Porto de Vitória e não representa risco aos navios mercantes que trafegam na região.

Agora, as causas e responsabilidades do acidente, sob o ponto de vista da Autoridade Marítima, serão apuradas no Inquérito Administrativo sobre Acidentes e Fatos da Navegação (IAFN) conduzido pela CPES.

"Concluído o inquérito e cumpridas as formalidades legais, o mesmo será encaminhado ao Tribunal Marítimo, que fará a devida distribuição e autuação e dará vista à Procuradoria Especial da Marinha, para que adote as medidas previstas no Art. 42 da Lei no 2.180/54", diz a nota.

A Marinha destaca que também incentiva e considera importante a participação da sociedade, que pode ser feita pelos telefones 185 (número para emergências marítimas e pedidos de auxílio) e (027) 2124-6526 (diretamente com a CPES para outros assuntos, inclusive denúncias).

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS