X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Ampliação da Terceira Ponte começa em abril

| 24/03/2021 14:17 h

Movimento de veículos na 3ª Ponte: obra deve durar dois anos e meio
Movimento de veículos na 3ª Ponte: obra deve durar dois anos e meio |  Foto: Kadidja Fernandes / AT
Mais uma faixa em cada sentido, ciclovias suspensas e grades de proteção para evitar suicídios. Assim deve ficar a Terceira Ponte daqui a dois anos e meio, conforme informou a Secretaria de Estado de Mobilidade e Infraestrutura (Semobi). A obra está prevista para começar no mês que vem.

Para a obra ter início, de fato, segundo o secretário Fábio Damasceno, falta apenas esperar a chegada dos materiais, como o aço e as estruturas metálicas, que vêm de fora.

Ele ressalta, porém, que os preparativos para a ampliação da ponte já começaram há alguns meses. Isso porque os primeiros seis meses foram dedicados aos projetos, além da execução da compra de materiais e montagem do canteiro de obras. O investimento é de R$ 127 milhões.

Sobre a dúvida de alguns motoristas em relação ao risco de transtornos na via durante a obra, o secretário adiantou que o trânsito não deve ser afetado. “As obras irão acontecer de dia e de madrugada, e nenhuma das quatro faixas serão interditadas”, garantiu Damasceno.

Com a obra concluída, cada sentido da ponte ganhará mais uma faixa. Com isto, uma delas será exclusiva para transporte coletivo, com 3,10 metros de largura. As outras duas terão 2,80 metros.

Especialista em trânsito, Paulo Lindoso avalia a obra na Terceira Ponte como uma pequena parte da solução da mobilidade para as cidades de Vitória e Vila Velha, mas faz ponderações.

“A ampliação das faixas vai possibilitar a passagem de mais carros em menos tempo, mas isso é uma pequena parte da solução, que ainda deve ser melhorada, com a implantação do Aquaviário e a melhoria do transporte público”, frisou Lindoso.

Em relação às grades de proteção, que serão instaladas nas laterais das pistas, e a ciclovia, o consultor Emir de Pinho, especialista em Segurança Pública e Privada, elogiou a estrutura que será montada, mas diz que será preciso uma fiscalização contínua.

“De fato, é positivo anexar ciclovias de formas separadas das vias de circulação automobilística, estimulando a circulação inteligente. Mas é importante salientar que será necessário um planejamento eficaz e eficiente de fiscalização constante dessas novas alças de circulação, uma vez que trata-se da aplicação de uma nova cultura”, disse Pinho.


SAIBA MAIS


A obra

  • A obra na Terceira Ponte vai começar em abril, mas ainda sem data exata definida.
  • Os primeiros seis meses foram utilizados para a elaboração dos projetos e a compra dos materiais.
  • Agora, o canteiro de obras já está pronto. Falta apenas aguardar a chega dos materiais para que a obra seja, de fato, iniciada.
  • materiais, como o aço e as estruturas metálicas vêm de fora.
  • De acordo com a Secretaria de Estado de Mobilidade e Infraestrutura (Semobi), a obra deve ser concluída em dois anos e meio.

Investimento e melhorias

  • O investimento, de acordo com a Semobi, é de R$ 127 milhões.
  • O Consórcio Ferreira Guedes Metalvix foi o que apresentou a melhor proposta e vai executar os serviços (com projetos básicos, executivos e obras).

Ampliação do número de faixas

  • Com a obra, cada sentido da Terceira Ponte vai ganhar mais uma faixa, totalizando três faixas de cada lado.
  • Uma das faixas será de uso exclusivo para transportes coletivos, que terá 3,10 metros de largura.
  • As outras duas faixas terão 2,80 metros de largura.
  • Com isso, a capacidade de trânsito da ponte será aumentada em torno de 40%.

Ciclovias

  • Além das novas faixas, uma ciclovia, dos dois lados, será feita na lateral da ponte.
  • O projeto prevê que os dois lados da via receberão faixas para ciclistas, com pontos de parada para observar o visual de cima da ponte.
  • As ciclovias, nas laterais da ponte, ficarão em um nível mais baixo em relação às faixas dos carros.

Grades de proteção

  • Para evitar novos casos de tentativas de suicídio na via, uma barreira de proteção também será instalada durante a obra de ampliação da Terceira Ponte.
  • As grades de proteção serão colocadas depois da ciclovia, dando proteção para os ciclistas e protegendo as pessoas que passarem pelo local.
  • A estrutura que será utilizada nas barreiras de proteção é de metal, e será anexada nas laterais da ponte para a passagem de ciclistas. Ao mesmo tempo, faz uma barreira de proteção.

Trânsito na Terceira Ponte durante a obra

  • A obra acontecerá durante o dia, mas deve seguir também pela madrugada.
  • De acordo com a Semobi, nenhuma das quatro vias da Terceira Ponte será interditada, garantindo o pleno funcionamento do trânsito na via durante o período da obra.
  • A empresa responsável pela obra está estudando a melhor maneira de subir com as estruturas e equipamentos que serão instalados, para evitar que o trânsito seja prejudicado.

Fonte: Secretaria de Estado de Mobilidade e Infraestrutura (Semobi)

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS