X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Amigos fazem carreata após morte de motorista de aplicativo em Guarapari

| 24/03/2021 18:02 h | Atualizado em 24/03/2021, 18:12

Cerca de 50 motoristas de aplicativo fizeram um protesto, alguns veículos tinham bolas pretas penduradas nos retrovisores em sinal de luto
Cerca de 50 motoristas de aplicativo fizeram um protesto, alguns veículos tinham bolas pretas penduradas nos retrovisores em sinal de luto |  Foto: Divulgação

Cerca de 50 motoristas de aplicativo fizeram um protesto na manhã desta quarta-feira (24) em Guarapari. Eles reivindicam mais segurança e melhores condições de trabalho após a morte de Amarildo Freire.

Os motoristas se reuniram por voltas das 10h30 e saíram em carreata pelas ruas da cidade fazendo um “buzinaço”. Alguns veículos tinham bolas pretas penduradas nos retrovisores em sinal de luto.

“Eu fazia parte do mesmo aplicativo que o Amarildo. A gente sai para trabalhar todos os dias sem a certeza que vai voltar”, revelou 0 motorista de aplicativo Patrick Araújo, de 33 anos.

Luiz Carlos Silva, de 37, trabalha é motorista há quatros anos trabalha e presta seus serviços em aplicativo só para os profissionais de Guarapari.

“Estamos manifestando nossa indignação com os casos que estão acontecendo com os motoristas de aplicativos de todo o país. Agora que isso chegou na nossa cidade, é hora dos governantes começarem a se mobilizarem e olharem com mais respeito para a nossa categoria.”, finalizou Luiz indignado.

Entenda o caso

A Polícia Civil realizou na manhã desta quarta-feira (24) uma coletiva de imprensa a respeito do caso do motorista Amarildo Amaro. O motorista teve o veículo roubado na manhã de segunda-feira (22), em Guarapari por dois indivíduos maiores de idade e um menor.

O corpo foi encontrado na noite desta terça-feira (23) com requintes de crueldades na zona rural do município. Três criminosos foram presos. Um é menor de idade.

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS