Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Aldeias indígenas recebem barreiras sanitárias contra a covid-19

| 27/05/2020 15:20 h | Atualizado em 27/05/2020, 15:32

Barreira sanitária em Aracruz
Barreira sanitária em Aracruz |  Foto: Divulgação / MPF

Duas operações de barreiras sanitárias contra a covid-19 estão sendo realizadas, desde a última terça-feira (26), nos acessos às aldeias indígenas de Caieiras Velha e Irajá, localizadas em Aracruz, no Norte do Estado. Durante três semanas, todos os veículos e pessoas que passarem pelas aldeias serão avaliadas.

Segundo o Ministério Público Federal (MPF), que viabilizou a implementação das duas barreiras, a medida visa proteger a população indígena, minimizando os efeitos da pandemia.

“As populações indígenas possuem características socioculturais específicas, como famílias ampliadas, habitação em casas coletivas e compartilhamento de utensílios. Seu modo tradicional de vida pode facilitar o contágio exponencial da doença nas aldeias e, muitas vezes, os indígenas também apresentam uma vulnerabilidade maior em seus organismos, o que requer atenção especial em um momento de pandemia”, afirmou o procurador da República em Linhares, Paulo Henrique Trazzi.

As barreiras foram montadas com profissionais de saúde da Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai/Funai), lideranças indígenas e policiais militares, sob coordenação da Fundação Nacional do Índio (Funai).

Os insumos utilizados nas abordagens como álcool, máscaras, medicamentos, protetores faciais e luvas foram doados pelas empresas Imetame Metalmecânica e Suzano Papel e Celulose, que atuam no município de Aracruz.

Ficamos felizes em tê-lo como nosso leitor! Assine para continuar aproveitando nossos conteúdos exclusivos: Assinar Já é assinante? Acesse para fazer login

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS