X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Afinal, quem tem que pagar a conta no restaurante?

Uma declaração do ator Caio Castro dividiu opiniões nas redes sociais. Consultoras de etiqueta e imagem tiraram as dúvidas

Jonathas Gomes, do jornal A Tribuna | 29/07/2022 15:53 h

O casal Arthur Moschen e Alice Ferraz,  servido pelo garçom Carlos Eduardo Ribeiro, tenta  dividir as despesas
O casal Arthur Moschen e Alice Ferraz, servido pelo garçom Carlos Eduardo Ribeiro, tenta dividir as despesas |  Foto: Leone Iglesias/AT
 

Uma declaração do ator Caio Castro dividiu opiniões nas redes sociais. Em uma entrevista, ele  contou que se incomoda com a ideia do homem “ter que pagar” a conta de um jantar romântico. Afinal,  quem tem que arcar com os custos da conta do restaurante?

Especialistas explicam que não há regras rígidas, mas sugestões para os primeiros encontros e o cotidiano a dois. 

Para a consultora de etiqueta Chris Bersot, independente do gênero, quem faz o convite para o primeiro encontro  deve estar disponível para pagar a conta. 

“Quem convida, sendo homem ou mulher, deve estar pronto para assumir a conta. Não é o papel de gênero que define isso”.

A consultora financeira e de imagem Raquel Pires reitera que quem fizer o convite para o restaurante  deve se oferecer a pagar a conta. 

“Nunca foi uma regra, mas é elegante que se siga a sugestão. Ela é válida para o primeiro encontro, até para quem convida um  amigo”.

Para o casal de namorados Arthur Moschen, 23, e Alice Ferraz, 22, o diálogo é a melhor solução. “A gente tenta dividir as despesas sempre que possível. Quando não dá, a gente conversa e vê o que dá para fazer”, conta Alice.

O proprietário do bar e restaurante Casa de Bamba, Saulo Santos, onde trabalha o garçom Carlos Eduardo Ribeiro, diz  que a maioria dos casais divide a conta no estabelecimento. 

“Há homens que preferem pagar, mas geralmente a conta é dividida. Isso não é de hoje”.

SAIBA MAIS

Quem faz o convite paga a conta

Sugestões

- Não há regras rígidas e, sim, sugestões para os primeiros encontros e o cotidiano a dois. A principal é a de que, quem faz o convite para o encontro, deve estar disponível para pagar a conta.

- A sugestão independe do papel de gênero, ou seja, vale tanto para homens quanto para mulheres, em qualquer tipo de relacionamento.

- A intimidade entre o casal permite que se estabeleçam costumes próprios, como divisão da conta, por exemplo. 

- Casais em que há diferença considerável de renda, por exemplo, podem ter outros costumes, como quem tem maiores ganhos assumir a conta na maior parte das ocasiões.  

- O diálogo entre o casal, com bom senso e sensibilidade, é sempre válido.

Críticas

- Famosas como a cantora Jojo Todynho e a atriz  Mariana Rios criticaram a declaração de Caio Castro.

- A cantora pediu para as mulheres “se valorizarem” e tirarem “Caios” de suas vidas.

- Já a atriz diz que gosta do diálogo para que se reveze o pagamento da conta. Já no primeiro encontro, o homem deve fazer a gentileza de pagar a conta.

Fonte: Especialistas consultadas e redes sociais.

O outro lado

Caio Castro rebate críticas à fala

O ator Caio Castro rebateu críticas à declaração, feita em entrevista,  de que se incomoda em se sentir obrigado a pagar conta em encontro romântico.
O ator Caio Castro rebateu críticas à declaração, feita em entrevista, de que se incomoda em se sentir obrigado a pagar conta em encontro romântico. |  Foto: Reprodução redes sociais
 

O ator Caio Castro rebateu críticas à declaração, feita em entrevista de que se incomoda em se sentir obrigado a pagar conta em encontro romântico. O ator diz que sua fala não foi bem compreendida. 

Em uma publicação  no Instagram, Caio reiterou que considera “perfeitamente saudável” pagar um jantar por vontade própria e que, na verdade, se incomoda com a imposição de assumir a conta sozinho. 

“Não conseguir compreender uma fala demonstra a presença de um erro. Compreendê-la, mas deturpá-la, demonstra ausência de honestidade. Me incomoda a sensação de ter que sustentar, ter que pagar. Pagar um jantar, por vontade, é perfeitamente saudável”, afirmou.

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em nosso grupo do Telegram

MATÉRIAS RELACIONADAS