X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

22 cursos superiores no Estado recebem nota máxima em avaliação nacional

| 21/10/2020 15:09 h | Atualizado em 21/10/2020, 15:27

Turma de Engenharia de Produção da Faesa, um dos cursos de destaque no Enade
Turma de Engenharia de Produção da Faesa, um dos cursos de destaque no Enade |  Foto: Leone Iglesias/AT
Vinte e dois cursos superiores do Espírito Santo conquistaram nota máxima no Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade).

Os resultados foram divulgados nesta terça-feira (20) pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), órgão ligado ao Ministério da Educação (MEC).

Os resultados são do chamado Conceito Enade, calculado com base no desempenho dos universitários na avaliação que mede a qualidade dos cursos superiores do País. A cada ano, um conjunto diferente de cursos é avaliado.

Desta vez, foram os cursos das áreas de ciências da saúde, ciências agrárias, engenharias, arquitetura e urbanismo; e os cursos superiores de tecnologia nas áreas de ambiente e saúde, produção alimentícia, recursos naturais, militar e de segurança.

O desempenho é classificado entre 1 e 5. No Estado, 22 cursos atingiram a nota máxima, sendo 10 da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), três da Universidade Vila Velha (UVV), três da Multivix, três do Centro Universitário do Espírito Santo (Unesc), dois do Instituto Federal de Espírito Santo (Ifes) e um da Faesa.

Entre todos eles, o curso com a maior nota detalhada foi o de Fonoaudiologia da UVV. “É um esforço e comprometimento contínuos dos alunos e professores com o aprendizado”, ressaltou a coordenadora e professora do curso de Fonoaudiologia, Márcia Emília Eloi.

Destaque

Os estudantes de Engenharia de Produção foram os que mais se destacaram, já que três cursos diferentes conquistaram a nota 5: Ufes, Multivix e Faesa, onde estudam os universitários Leonardo Zago, Aryane Cesar, Eduarda Falador e Mariana Dorio.

O exame foi feito em 2019 por estudantes ao final dos cursos para avaliar conhecimentos, competências e habilidades desenvolvidas ao longo da graduação.

A prova é composta de 40 questões, divididas em formação geral, que avalia aspectos da formação profissional relativos à atuação ética; e componente específico, voltado para as competências, habilidades e objeto de conhecimento de cada uma das áreas.

Este ano, o Estado não teve nenhum curso com nota 1, diferente do ano passado, quando quatro cursos foram classificados no pior índice da avaliação anual aplicada pelo MEC.

Alunos de Farmácia tiram 5 em avaliação

Estudantes de Farmácia da UVV se destacaram na nota
Estudantes de Farmácia da UVV se destacaram na nota |  Foto: Leone Iglesias/AT

O curso de Farmácia da Universidade Vila Velha (UVV) foi um dos três da instituição a conquistar a nota 5. Para o coordenador de curso, Eduardo Cole, o desempenho foi “fantástico”.

“O resultado era esperado, pois o curso trabalha na perspectiva de fornecer ao aluno o melhor. O desempenho foi fantástico e a sensação é de dever cumprido. Temos um corpo docente altamente qualificado, composto por doutores, em sua maioria, além do ensino contextualizado e integrado à realidade do mercado”, afirmou o coordenador.

As estudantes Caterina Zerbone e Amanda Pompermayer acreditam que a infraestrutura é um dos diferenciais para o aprendizado dos alunos.

Melhor desempenho

Alunos do Ifes do curso de Engenharia Elétrica atingiram a nota máxima no Enade
Alunos do Ifes do curso de Engenharia Elétrica atingiram a nota máxima no Enade |  Foto: Leone Iglesias/AT
Os estudantes do Ifes que concluíram o curso de Engenharia Elétrica no fim do ano passado atingiram a nota máxima da principal avaliação feita pelo MEC. Nos dois anos anteriores, o curso havia conseguido a nota 4.

“O bom resultado comprova que estamos fazendo um bom trabalho”, afirmou o professor do curso, Leandro Bueno.

Para o professor, muito além de qualquer estrutura, é no comprometimento das pessoas que está a explicação do resultado.

“O diferencial está na dedicação dos envolvidos no curso, na excelência profissional e, é claro, além da dedicação dos alunos”, disse.


OS CURSOS


Medicina

  • Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes)

Agronomia

  • Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes)

Farmácia

  • Universidade Vila Velha (UVV)
  • Centro Universitário do Espírito Santo (Unesc)

Arquitetura e Urbanismo

  • Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes)

Fonoaudiologia

  • Universidade Vila Velha (UVV)

Nutrição

  • Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) - Vitória
  • Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) - Alegre

Fisioterapia

  • Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes)

Tecnologia em Estética e Cosmética

  • Universidade Vila Velha (UVV)
  • Centro Universitário do Espírito Santo (Unesc)

Educação Física

  • Centro Universitário do Espírito Santo (Unesc)

Engenharia da Computação

  • Multivix

Engenharia Civil

  • Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes)
  • Multivix - São Mateus

Engenharia Elétrica

  • Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes)
  • Instituto Federal de Espírito Santo (Ifes)

Engenharia Mecânica

  • Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes)
  • Instituto Federal de Espírito Santo (Ifes)

Engenharia de Produção

  • Faesa
  • Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes)
  • Multivix
Fonte: MEC.

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS