Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

18 motociclistas são multados a cada hora no Estado

| 19/08/2021 15:02 h

Com mais de meio milhão de motos circulando no trânsito capixaba, também tem sido alto o número de infrações sobre duas rodas.

Dados do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-ES) mostram que 94.931 motocicletas foram multadas somente este ano – uma média de 18 multas aplicadas a cada hora.

“É um número elevado, ainda mais comparando com os anos anteriores. Tínhamos um ápice de infrações por volta de 2015, o que passou a reduzir nos anos seguintes. A partir de 2020, no entanto, esse índice voltou a retornar ao que era antes”, ressaltou o capitão Arlécio Martins, do Batalhão de Polícia de Trânsito (BPtran).

Motociclista pilota de chinelo e com a viseira levantada: infrações
Motociclista pilota de chinelo e com a viseira levantada: infrações |  Foto: Kadidja Fernandes/ AT

Com o aumento da demanda por delivery e com mais pessoas trabalhando no setor de entregas durante a pandemia, a circulação de motos aumentou. E isso tem influenciado diretamente no número de infrações e acidentes.

No mesmo período do ano passado, esse número era de 77 mil, ou seja, 17 mil multas a menos.

“É um reflexo do aumento desordenado de motociclistas circulando durante a pandemia. Além disso, a frota de motos já representa 35% do total de veículos no Estado, uma crescente que não era uma realidade antes”, relatou Alércio.

Nas redes sociais, tem sido comum ver reclamações sobre motociclistas, incluindo os de aplicativos de entrega, passando pelas ruas empinando a moto. A Polícia Militar e os guardas de trânsito flagraram 280 fazendo isso nos seis primeiros meses deste ano.

Essa ação irresponsável pode render multa de R$ 293,47. A infração é considerada gravíssima, ocasionando a perda de sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Quem for flagrado também tem o documento suspenso de forma direta.

Outro ato que leva a suspensão direta da carteira de habilitação é o transporte de crianças menores de 10 anos. A lei estabelece infração gravíssima com multa de R$ 293,47, além da retenção da moto e do recolhimento da carteira.

Vale lembrar que a lei de trânsito teve uma alteração em abril deste ano. Até aquele mês, o limite de idade para andar de carona na moto era de 7 anos. Antes da mudança, 36 condutores haviam sido multados por conta disso.

Infrações mais cometidas

Não é difícil encontrar nas cidades e nas estradas motociclistas abusando da velocidade. É tanto que esse excesso é a infração mais cometida no Estado.

Um levantamento feito pelo Detran-ES apontou as multas mais cometidas por motociclistas este ano. De forma disparada, a infração mais comum é o excesso de velocidade em até 20% acima do permitido. Foram 29.192 flagrados.

Essa infração causa multa de R$ 130,16. A segunda mais cometida também é com excesso de velocidade, mas em percentual entre 20 e 50% acima: foram 8.127 multados no valor de R$ 195,23.

Já a terceira mais cometida é pilotar sem carteira de habilitação, o que gera R$ 880,41 de multa.

“É preocupante, pois ser habilitado é o mínimo para evitar infrações e acidentes graves”, ressaltou o capitão Arlécio Martins.
Na sequência, estão: conduzir moto sem licenciamento (6.111), avançar sinal vermelho (5.625) e conduzir de chinelo ou salto alto (5.210).

Ficamos felizes em tê-lo como nosso leitor! Assine para continuar aproveitando nossos conteúdos exclusivos: Assinar Já é assinante? Acesse para fazer login

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS