Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

100 mil passageiros são afetados por paralisação de rodoviários

| 21/01/2020 08:32 h | Atualizado em 21/01/2020, 11:11

O conselheiro fiscal do Sindirodoviários, Washington Lima, com outros rodoviários em garagem de viação
O conselheiro fiscal do Sindirodoviários, Washington Lima, com outros rodoviários em garagem de viação |  Foto: Fábio Nunes/ AT/ 21/01/2020

A paralisação de rodoviários na Grande Vitória pegou os passageiros de surpresa na manhã desta terça-feira (21). Aproximadamente 15 linhas dos ônibus municipais não deixaram as garagens e afetaram aproximadamente 100 mil passageiros, de acordo com a estimativa do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários no Estado do Espírito Santo (Sindirodoviários).

O conselheiro fiscal do Sindirodoviários, Washington Lima, explicou que 80 coletivos não circularam. O motivo da paralisação, segundo ele, é o recorrente atraso de salário. “Os salários do mês passado e retrasado atrasaram. Além disso, o adiantamento de 40% e o tíquete-alimentação deveriam ter sido pagos ontem (segunda-feira)”, disse.

Ele disse ainda que o sindicato seguiu os trâmites e dialogou com a empresa, mas nada teria sido resolvido. “Estamos aguardando uma posição das viações. A paralisação não tem hora, data e nem momento para acabar”, afirmou.

Maria Roselene Reis é zeladora e ficou mais tempo no ponto para ir ao trabalho
Maria Roselene Reis é zeladora e ficou mais tempo no ponto para ir ao trabalho |  Foto: Júlia Afonso
A zeladora Maria Roselene Reis, 45 anos, ficou mais tempo em um ponto de ônibus da avenida Vitória, na Capital, para ir ao trabalho.

"O ponto de ônibus tá bem mais cheio do que o normal. Tem gente que não tá esperando e pedindo carro por aplicativo. Posso até pegar o Transcol, mas eu teria que andar um bom pedaço até o serviço", contou. 

A paralisação afeta também as linhas troncais dos terminais do Sistema Transcol.

O OUTRO LADO

As viações Metropolitana e Tabuazeiro, responsáveis pelos ônibus municipais de Vitória, informaram que estão buscando os recursos necessários para resolver a situação. 

Já a Companhia Estadual de Transportes Coletivos de Passageiros do Estado do Espírito Santo (Ceturb) informou, por meio de nota, que "já notificou os consórcios operadores para que as demais empresas possam alocar veículos para suprir as linhas que foram prejudicadas com a paralisação. São elas as linhas 514, 627, 664, 665, 668, 672, 761, 773 e 775".

Ficamos felizes em tê-lo como nosso leitor! Assine para continuar aproveitando nossos conteúdos exclusivos: Assinar Já é assinante? Acesse para fazer login

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS