search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Chefe da Federação Catarinense de Futebol revela teste positivo para covid-19

Esportes

Publicidade | Anuncie

Esportes

Chefe da Federação Catarinense de Futebol revela teste positivo para covid-19


Após casos confirmados de covid-19 no elenco da Chapecoense, o presidente da Federação Catarinense de Futebol, Rubens Angelotti, revelou no domingo (12) que testou positivo para o novo coronavírus. O dirigente, contudo, não revelou que tipo de exame realizou e disse ter feito outro teste, que teria apontado resultado negativo.

"Eu fui testado positivo na terça-feira. Fiz junto com os árbitros em Camboriú e deu positivo. Me isolei, vim pra casa e mandei minha esposa fazer também. O dela deu negativo. Fiz outro que deu negativo", declarou o dirigente, em entrevista à rádio CBN Diário. Ele questionou o resultado: "E aí? É muito subjetivo".

(Foto: Reprodução/TV Brasil)
(Foto: Reprodução/TV Brasil)

Neste fim de semana, todos os jogos das quartas de final do Campeonato Catarinense foram adiados em razão de 14 casos confirmados no elenco e na comissão técnica da Chapecoense. A decisão de adiar partiu do governo estadual, após orientação da Superintendência de Vigilância em Saúde Estadual. Há ainda casos positivos no Joinville, Criciúma, Figueirense e Marcílio Dias.

Na mesma entrevista, o presidente da Federação disse que pretende fazer uma reunião virtual com membros do governo estadual para obter a liberação para a retomada dos jogos em um prazo de duas semanas.

"Vamos tentar uma conversa com o secretário para retornar em 14 dias, que é o prazo da quarentena. A partir de ontem (sábado) está valendo. Então nestes 14 dias, voltaremos com o futebol com um acerto com a Secretaria. Mas temos que mudar o protocolo para terminar o Estadual. O teste PCR pode ser regra e o protocolo seguir outros exemplos, como da indústria, onde haja um elemento contaminado, que ele seja afastado e os outros permaneçam", comentou Angelotti.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados