search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Carnaval tem raízes psicológicas, sociais e culturais
Tribuna Livre

Carnaval tem raízes psicológicas, sociais e culturais

O Carnaval é uma grande festa popular, vivenciada na alma do povo, revelando profundos sentimentos. As músicas de Carnaval e os sambas de enredo das escolas de samba, elaborados por verdadeiros poetas, são reconhecidos e exaltados.

A criatividade e o romantismo, transformam a melodia em expressão popular de alegria, amor e devaneio espiritual.

Carnaval tem raízes psicológicas, sociais e culturais. Período em que o povo exprime emoções, incentiva fantasias, extravasa sentimentos de felicidade. Através das músicas revela alegria, felicidade e sonhos.

Por muito tempo visto como espaço livre de tensões, o Carnaval, em suas variadas formas, é compreendido atualmente como um eixo importante de articulações e diálogos entre múltiplas áreas do saber.

Tradicionalmente relacionadas com as manifestações populares, as festas carnavalescas possuem dinâmicas que ultrapassam limitações conceituais e se apresentam como lugares privilegiados para a compreensão e discussão de importantes questões de contemporaneidade.

O Carnaval pode e deve ser compreendido como expressão da cultura popular em seu significado mais atual.

Não a cultura “feita pelo povo”, ou a cultura “feita para o povo”, mas a cultura que se estabelece dinamicamente além das institucionalizações.

Uma cultura que consome e se oferece ao consumo e que, neste movimento, produz práticas que estabelecem continuamente, perguntas, desejos e respostas.

Assumindo novas formas, preenchendo vazios, invadindo espaços, reinventando constantemente novos significados para antigas tradições, ou novas tradições para antigos significados.

Após a colonização, o Carnaval brasileiro tornou-se independente dos festejos de sabor africano e dos bailes de máscaras realizados na Europa pelos portugueses, de onde teria se originado.

O Carnaval brasileiro adquiriu personalidade como cultura do seu povo. Vieram os sambas, as marchas e os frevos, ensaiando e divulgando o comportamento, e os sentimentos da população.

Os blocos, os bailes nos clubes e nas grandes associações, e as escolas de samba, se difundiram pelo País, com destaque para os bailes do Municipal, do Copacabana Palace, no Rio de Janeiro.
Em Vitória, os bailes do Saldanha da Gama, do Clube Vitória, Álvares Cabral, e do Libanês, na Praia da Costa, em Vila Velha.

Temos verdadeiros monstros sagrados da música popular brasileira.

Zé Keti fez um poema dificilmente igualado: “Tanto riso, Oh! quanta alegria,(...) Vou beijar-te agora, não me leve a mal, hoje é Carnaval”. Benedito Lacerda e Mario Lago com pérolas do maior significado afetivo: “Oh jardineira, por que estais tão triste?”. E, “Se você fosse sincera, Aurora”.

Vivamos o nosso Carnaval. Comecemos pelo capixaba, com os desfiles das nossas escolas de samba no Sambão do Povo, com tudo que temos direito. Carnaval é cultura! Ou alguém duvida?

Manoel Goes Neto é presidente do Instituto Histórico e Geográfico de Vila Velha e diretor no IHGES

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

últimas dessa coluna


Exclusivo
Tribuna Livre

Como manter a saúde das empresas em tempos de Covid-19

Em meio às mudanças nas relações de trabalho impostas pela pandemia da Covid-19, os empresários de todo o País acabaram se vendo sem direção sobre questões trabalhistas que envolvem o home office, …


Exclusivo
Tribuna Livre

Covid-19 e o cuidado com o consumo de alimentos

Quem trabalha no agronegócio já está adaptado em responder as acusações, por muitas vezes infundadas e distorcidas, e quase em sua totalidade, desprovidas de conhecimento técnico, métricas e estudos …


Exclusivo
Tribuna Livre

A Ufes e o começo de uma nova gestão

A Universidade Federal do Espírito Santo é um patrimônio de suma importância para a sociedade. De forma inusitada, coube-me, a partir do dia 23 de março, assumir o cargo de reitor desta instituição, …


Exclusivo
Tribuna Livre

Covid-19 e as incertezas sobre os impactos da pandemia no Brasil

Quedas nas bolsas de valores, aulas suspensas, comércios fechados, eventos cancelados, trabalhadores em casa, governos decretando “estado de calamidade pública”, órgãos públicos fechados, recomendaçã…


Exclusivo
Tribuna Livre

Células muse, uma promissora descoberta da medicina

A fórmula da juventude ainda não foi encontrada, e a cura para inúmeras doenças é um desafio para a ciência. Mas podemos dizer, com certeza, que o caminho para isso já está sendo desbravado. …


Exclusivo
Tribuna Livre

Superar o medo e a ansiedade associados ao coronavírus

O medo do coronavírus tomou conta do mundo, enquanto escrevo esse texto quase 650 mil casos foram confirmados e 30 mil pessoas mortas por causa da Covid-19. Nesse artigo, explicarei de onde vem a …


Exclusivo
Tribuna Livre

Uso da neurociência para ter faturamento em meio à crise

A economia já está sendo duramente afetada pela pandemia da Covid-19. As medidas de isolamento social, implementadas pelas autoridades sanitárias, exigem do empresário uma nova postura frente ao seu …


Exclusivo
Tribuna Livre

Crimes que ocorrem e podem ocorrer em tempos da Covid-19

Visando criar mecanismos para o enfrentamento da emergência de saúde pública de relevância internacional decorrente do coronavírus – Covid-19 –, que recentemente se alastrou no território brasileiro, …


Exclusivo
Tribuna Livre

Moradias dignas no meio de uma pandemia

O caos social em que estamos imersos no momento suscita em mim, como arquiteta e também cidadã, uma inquietude acerca de moradias e suas tipologias. Faz-se necessário repensarmos nos aglomerados …


Exclusivo
Tribuna Livre

Virtudes na virtualidade em tempos de isolamento social

O isolamento geográfico é um dado desta realidade virótica. Mas o isolamento social não precisa nem deve ser de total insulamento. Isso porque, vida virtual é vida real, apesar de não presencial. A …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados