search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Cariacica tem recorde em casos de dengue

Notícias

Publicidade | Anuncie

Cidades

Cariacica tem recorde em casos de dengue


Em tempos de pandemia, causada pelo novo coronavírus, outras doenças, como a dengue e chikungunya, também têm gerado preocupação.

Em Cariacica, de março a abril deste ano, foram 1.403 casos notificados de dengue, o que corresponde a um caso a cada hora. No mesmo período do ano passado, apenas 63 pessoas apresentaram a doença no município.

Também é possível perceber o aumento de pessoas infectadas pela chikungunya. De março a abril deste ano, foram 857 casos, contra 16 nos mesmos meses de 2019. A dona de casa Joelma Costa, 46, é uma das que contraiu chikungunya. Ela relatou que seu pai também teve a doença.

“No meu caso, aconteceu no final de março. Em abril, foi a vez do meu pai. Já a minha filha teve dengue. Foram dias bem complicados. Passei duas semanas só de cama, já o meu pai precisou de cadeira de rodas durante 15 dias”.

Claudiana de Oliveira, 41, que  teve dengue no começo do mês, mostra entulho em área perto de sua casa, no bairro  Itacibá.    (Foto: Leone Iglesias/AT)
Claudiana de Oliveira, 41, que teve dengue no começo do mês, mostra entulho em área perto de sua casa, no bairro Itacibá. (Foto: Leone Iglesias/AT)

Segundo ela, os casos em sua rua, no bairro Itacibá, aumentaram devido à falta de limpeza em um valão da região, no final da Rua Liberalino Santana. “A prefeitura não limpa o local há meses”.

Outra pessoa que passou por uma situação semelhante foi a auxiliar de departamento pessoal Claudiana de Oliveira, 41. Também moradora de Itacibá, ela teve dengue no começo deste mês.

“Atrás da minha residência, um morador saiu de casa, deixando entulhos no local. Acredito que ali pode ter um foco de mosquito. Um vizinho acionou a prefeitura. No meu quintal, todo o chão é cimentado e sempre estou atenta quanto aos possíveis focos”, completou.
 

O OUTRO LADO

Ações contra o mosquito

A Prefeitura de Cariacica informou que, em caso de terreno particular abandonado, a Coordenação de Posturas pede que os moradores formalizem a denúncia por meio do telefone 162. Segundo explicou, o proprietário é identificado, sendo a ele solicitado que faça a limpeza, dentro de um prazo de 30 dias.

A coordenadora de Vigilância Ambiental do município, Regina Miranda, destacou que, para combater o mosquito da dengue, são realizadas ações com carro-fumacê e orientação de agentes aos moradores. “A população também deve fazer a limpeza de seu quintal”.

Quanto à limpeza do Rio Itanguá, a responsabilidade é do Departamento de Edificações e de Rodovias do Estado (DER-ES), que afirmou estar executando um trabalho de limpeza e reabilitação do Canal


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados