search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Capixabas vão poder sugerir obras prioritárias nos bairros em 2021

Notícias

Publicidade | Anuncie

Cidades

Capixabas vão poder sugerir obras prioritárias nos bairros em 2021


Moradores de todo o Espírito Santo poderão sugerir obras prioritárias para 2021 a partir de segunda-feira (06), inclusive nos bairros.

Obras de pavimentação de estradas no Espírito Santo podem ser definidas como prioritárias pelos  moradores (Foto: Arquivo/ AT)
Obras de pavimentação de estradas no Espírito Santo podem ser definidas como prioritárias pelos moradores (Foto: Arquivo/ AT)
É quando o governo do Estado inicia os debates para a elaboração do orçamento do próximo ano, definindo a receita disponível e onde os recursos serão aplicados.

Este ano, a contribuição dos moradores será feita somente pela internet, já que a pandemia do novo coronavírus impede audiências presenciais, como normalmente é feito.

“É importante manter a participação da sociedade no orçamento, pois é nessa fase que o governo do Estado vai definir qual é a previsão de receita em um momento de dificuldade fiscal, e fixar as despesas dentro dessa perspectiva, prevendo quanto será arrecadado e quais os projetos vão receber recursos”, afirmou o secretário de Economia e Planejamento Álvaro Duboc.

A partir da próxima segunda-feira (06), os moradores poderão apresentar suas sugestões pelo site orcamento.es.gov.br, que ficará aberto para as propostas até 31 de julho.

Durante todo o mês, o governo do Estado também vai realizar reuniões virtuais que poderão ser acompanhadas pela população.

“Os gestores estarão presente nessas reuniões online e o cidadão poderá opinar. Estamos apenas discutindo a ferramenta ideal para essa participação, mas ela vai acontecer”, ressaltou Duboc.

No ano passado, 10 audiências públicas foram realizadas para debater o orçamento deste ano, que ficou em R$ 19,7 bilhões – um aumento de 11,45% em relação à 2019.

Esse recurso, segundo o governo do Estado, foi investido na construção e ampliação de escolas, hospitais, unidades prisionais e rodovias, entre outras destinações, como o pagamento de servidores.

O recurso é destinado para todas as secretarias. Este ano, por exemplo, o maior investimento foi na área da Saúde (R$ 2,711 bilhões), o que já estava definido antes da pandemia.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados