search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Cantor Cassiano, autor de "Primavera" e "A Lua e Eu", morre aos 77 anos
Publicidade | Anuncie

Música

Cantor Cassiano, autor de "Primavera" e "A Lua e Eu", morre aos 77 anos


Cassiano morreu aos 77 anos (Foto: Divulgação)Cassiano morreu aos 77 anos (Foto: Divulgação)

Autor de sucessos como "Primavera" e "A Lua e Eu", o cantor e compositor Genival Cassiano dos Santos, o Cassiano, morreu nesta sexta-feira (7), aos 77 anos. Ele estava internado no Rio desde o fim do mês passado, no Hospital Estadual Carlos Chagas, em Marechal Hermes, na Zona Oeste. O hospital divulgou uma nota dizendo que sua morte se deu às 16h30.

A causa da morte não foi divulgada.

Grande expoente da soul music brasileira dos anos 70, Cassiano, batizado Genival Cassiano dos Santos, veio da Paraíba para o Rio em 1960, depois de aprender os primeiros acordes com o pai, que tocava bandolim e violão. Dentre seus maiores sucessos, alguns gravados por Tim Maia, estavam Primavera, A Lua e Eu, Coleção e Eu Amo Você. Ele tinha músicas também gravadas por artistas como Marisa Monte e Djavan. Alcione cantou Mister Samba e Gilberto Gil, Morena.

Cantor e compositor, ele é desconhecido por gerações mais jovens porque sofreu um grave problema respiratório no final dos anos 1970. Ele perdeu um dos pulmões e cantar passou a ser muito difícil.

Nascido em Campina Grande (PB) em 16 de setembro de 1943, ainda criança ele foi com a família para a capital carioca. Muito jovem, trabalhou na construção civil, mas dedilhava o violão. Formou em 1964 o Bossa Trio, que, apesar do nome, ia além da bossa nova, misturando ao som o jazz e o então incipiente soul americano.

Cassiano, o irmão Camarão e o amigo Amaro fundaram Os Diagonais, uma célula de soul que começou a atrair a atenção -principalmente de outros artistas. Aí Tim Maia entrou na história. Voltando de um período nos Estados Unidos, ele descobriu em Cassiano outro fã de Marvin Gaye, Otis Redding e Stevie Wonder. Tim, Os Diagonais e Hyldon, baiano que tentava a sorte no Rio, foram fundamentais a partir do final da década de 1960 para a criação de uma cena de black music carioca.

O trio de Cassiano lançou dois discos, "Os Diagonais", de 1969, e "Cada Um na Sua", de 1971, mas foi o álbum de estreia de Tim seu grande cartão de visita para o público. São quatro músicas de Cassiano no disco "Tim Maia", de 1970: "Você Fingiu", "Padre Cícero", essa em parceria com Tim, "Eu Amo Você" e "Primavera (Vai Chuva)", ambas escritas com Silvio Rochael e grandes sucessos nas rádios.

Entrar no grupo do WhatsApp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna Online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp.