search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Candidatos a prefeito vão enfrentar o desemprego
Tribuna Livre

Candidatos a prefeito vão enfrentar o desemprego

São 12 milhões de desempregados no País. Um problemão que bate na porta dos governantes, mas essas batidas são sentidas mais severamente por várias famílias brasileiras, afligindo diferentes classes sociais.

Frente a essa realidade, estamos caminhando a passos largos para mais um pleito municipal e o desemprego será um importante tema de debate para os pré-candidatos a gestores.

Não adianta os futuros pretendentes a prefeitos jogarem para a “conta” do Estado ou da União a criação de novas frentes de trabalho, afinal, as prefeituras também possuem seus quinhões de responsabilidade.

Uma vez que, ao contrário do que muitos pensam, a política de renda e emprego é da alçada dos municípios, devendo ela ser praticada em comum com a União e estados.

A Constituição Federal apresenta o combate às causas de pobreza e fatores de marginalização (Art.23, X), por isso é imprescindível que haja política pública municipal que proporcione soluções para o desemprego.

Certamente, os números relacionados à população ativa e sem trabalho são os mais preocupantes, principalmente se refletirmos que, na segunda quinzena de janeiro deste ano, a Organização Internacional do Trabalho (OIT) divulgou uma pesquisa desanimadora, afirmando que a taxa de desemprego no País irá permanecer alta nos próximos cinco anos.

Aí, diante desse dado, se acharmos normal especialistas e executivos públicos não pensarem em projetos para pelo menos minimizar essa situação, então, “tá tudo errado... Pare o mundo que eu quero descer!”

Quando falamos do Espírito Santo, os números são conjuntamente cruéis. Por aqui, amargamos uma taxa de desemprego de 10,6%, ou seja, aproximadamente 230 mil pessoas encontram-se sem trabalho e, ainda, temos os desalentos, que são aqueles que perderam a esperança de ir em busca de oportunidades profissionais, esses são 35 mil. Essas informações do IBGE foram publicadas no fim do ano passado.

Após essa contextualização e retornando ao fato de que este ano teremos as eleições municipais, podemos citar ação interessante praticada nos Estados Unidos.

Lá, existem prefeituras que fazem uma verdadeira ponte entre a vaga de emprego e o cidadão desempregado. Cidades como Glendale (Califórnia), Seattle (Washington) e Dallas (Texas) possuem “canais” de emprego em seus próprios sites, não somente para imigrantes ou jovens à procura do primeiro emprego, mas para a população em geral.

Esses lugares possuem um setor nas prefeituras que cuidam desse segmento, já que a ideia é ampla: captar vagas, criar parcerias, fazer pré-seleção, etc.

Desse modo, hoje, um pré-candidato a prefeito precisa ter um “olhar de perto”, aproximar-se ao máximo dos anseios dos cidadãos.

Temas como saúde, educação, meio ambiente, saneamento básico são pautas em qualquer campanha municipal, porém, a criação de emprego é a “bola da vez”, pois já é um “calcanhar de Aquiles” das gestões atuais.

Aliás, abordar o assunto desemprego não é fácil, em razão de ser um revés que transcende ao econômico, trazendo consequências para muitos setores.

Giselle Barbosa é Jornalista, especialista em Marketing Político.
 

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

últimas dessa coluna


Tribuna Livre 11/08/17

Cientistas da escassez

por: Claudeci Pereira "A escolha das melhores alternativas depende das opções sociais e políticas" Mais do que qualquer outro profissional, o economista sabe que tudo o que a humanidade precisa …


Tribuna Livre 10/08/17

Tênis é esporte de elite?

por:  Leonardo Perovano               “Por que  não há apoio da iniciativa pública com o oferecimento desta prática?” O esporte é posto pela …


Tribuna Livre 09/08/17

Tênis é esporte de elite?

Por que não há apoio da iniciativa pública com o oferecimento desta prática?     por Leonardo Perovano Camargo   O esporte é posto pela Constituição como direito de todos …


Tribuna Livre 08/08/17

Mais ciência contra a crise

Por: Rodrigo Ribeiro Rodrigues "É imperativo que investimentos em ciência e tecnologia sejam preservados" Desde 2013, cortes no orçamento federal permanecem como uma das maiores preocupações …


Tribuna Livre 08/08/17

Proteção e defesa civil das comunidades

por: Coronel Marcelo D’Isep "Trabalhamos sob a ótica de que iniciativas devem se concentrar na minimização dos desastres" A primeira estrutura de defesa civil, no Estado do Espírito Santo, foi …


Tribuna Livre 07/08/17

Tal pai, tal filho

por: Rafael Miguel Delfino "Deve-se promover o máximo de convivência possível (e não o mínimo necessário)" Por ocasião da regulamentação do direito de convivência de genitores separados com a …


Tribuna Livre 07/08/17

A esfinge contemporânea

Por:  Luiz Antônio de Souza Silva.   "Regras relacionadas ao trabalhador passaram a ser vistas como atraso" Ninguém sabe quem está na direção e nem para onde estamos indo, porém, vamos …


Tribuna Livre 05/08/17

Feche a boca e abra os braços

por Jane Mary de Abreu "O abraço é terapêutico, tem efeito calmante, pode curar uma pessoa" Tenho predileção pelo abraço. Ele permite que um coração repouse sobre outro coração, fazendo dessa …


Tribuna Livre 03/08/17

Ninguém compra o que não precisa

  por: Carlos Cruz "As pessoas não  investem em um objeto e sim naquilo que ele pode proporcionar" Imagine duas amigas que vão ao shopping almoçar. De repente, elas passam por …


Tribuna Livre 01/08/17

O fantasma do suicídio

por: Maria Benedita Barbosa Reis “A OMS estimou que 800 mil pessoas cometem suicídio  por ano” Todo e qualquer suicídio é uma tragédia humana, quer do ponto de vista das pessoas mais próximas …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados