search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Candidatos a prefeito vão enfrentar o desemprego
Tribuna Livre

Candidatos a prefeito vão enfrentar o desemprego

São 12 milhões de desempregados no País. Um problemão que bate na porta dos governantes, mas essas batidas são sentidas mais severamente por várias famílias brasileiras, afligindo diferentes classes sociais.

Frente a essa realidade, estamos caminhando a passos largos para mais um pleito municipal e o desemprego será um importante tema de debate para os pré-candidatos a gestores.

Não adianta os futuros pretendentes a prefeitos jogarem para a “conta” do Estado ou da União a criação de novas frentes de trabalho, afinal, as prefeituras também possuem seus quinhões de responsabilidade.

Uma vez que, ao contrário do que muitos pensam, a política de renda e emprego é da alçada dos municípios, devendo ela ser praticada em comum com a União e estados.

A Constituição Federal apresenta o combate às causas de pobreza e fatores de marginalização (Art.23, X), por isso é imprescindível que haja política pública municipal que proporcione soluções para o desemprego.

Certamente, os números relacionados à população ativa e sem trabalho são os mais preocupantes, principalmente se refletirmos que, na segunda quinzena de janeiro deste ano, a Organização Internacional do Trabalho (OIT) divulgou uma pesquisa desanimadora, afirmando que a taxa de desemprego no País irá permanecer alta nos próximos cinco anos.

Aí, diante desse dado, se acharmos normal especialistas e executivos públicos não pensarem em projetos para pelo menos minimizar essa situação, então, “tá tudo errado... Pare o mundo que eu quero descer!”

Quando falamos do Espírito Santo, os números são conjuntamente cruéis. Por aqui, amargamos uma taxa de desemprego de 10,6%, ou seja, aproximadamente 230 mil pessoas encontram-se sem trabalho e, ainda, temos os desalentos, que são aqueles que perderam a esperança de ir em busca de oportunidades profissionais, esses são 35 mil. Essas informações do IBGE foram publicadas no fim do ano passado.

Após essa contextualização e retornando ao fato de que este ano teremos as eleições municipais, podemos citar ação interessante praticada nos Estados Unidos.

Lá, existem prefeituras que fazem uma verdadeira ponte entre a vaga de emprego e o cidadão desempregado. Cidades como Glendale (Califórnia), Seattle (Washington) e Dallas (Texas) possuem “canais” de emprego em seus próprios sites, não somente para imigrantes ou jovens à procura do primeiro emprego, mas para a população em geral.

Esses lugares possuem um setor nas prefeituras que cuidam desse segmento, já que a ideia é ampla: captar vagas, criar parcerias, fazer pré-seleção, etc.

Desse modo, hoje, um pré-candidato a prefeito precisa ter um “olhar de perto”, aproximar-se ao máximo dos anseios dos cidadãos.

Temas como saúde, educação, meio ambiente, saneamento básico são pautas em qualquer campanha municipal, porém, a criação de emprego é a “bola da vez”, pois já é um “calcanhar de Aquiles” das gestões atuais.

Aliás, abordar o assunto desemprego não é fácil, em razão de ser um revés que transcende ao econômico, trazendo consequências para muitos setores.

Giselle Barbosa é Jornalista, especialista em Marketing Político.
 

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

últimas dessa coluna


Exclusivo
Tribuna Livre

A Polícia Federal é forte e precisa continuar sendo

Na manhã do dia 29 de abril, foi anunciada a decisão do ministro do STF Alexandre de Moraes suspendendo a eficácia do decreto de nomeação do diretor-geral da Polícia Federal Alexandre Ramagem. À …


Exclusivo
Tribuna Livre

Serviço público precisa inovar para continuar funcionando

Devido à implementação das políticas públicas de combate ao coronavírus, as economias globais estão se reorganizando em uma velocidade extraordinária. Trata-se de uma reviravolta sem precedentes, …


Exclusivo
Tribuna Livre

É preciso ter esperança durante a batalha invisível contra o vírus

De repente, circula-se nos quatro cantos da terra uma triste notícia: comenta-se que o mundo, que não parava, parou. Como pode parar? Parou por quê? Esses são alguns dos vários questionamentos feitos …


Exclusivo
Tribuna Livre

Cidades vazias são oportunidade de pensar em nova mobilidade

Cidades sempre trazem oportunidades que atraem mais moradores e motivam sua expansão. Apesar de estudiosos, há décadas, preverem o esvaziamento das ruas em virtude do telefone, da internet, das …


Exclusivo
Tribuna Livre

Novo coronavírus pode ser transmitido pelo lixo doméstico

A pandemia do novo coronavírus deixou ameaçado o campo das probabilidades e se instalou em todos os conglomerados urbanos das médias e grandes cidades ao redor do mundo, não distinguindo raça, …


Exclusivo
Tribuna Livre

Olhos no caixa e na pandemia para a empresa não quebrar

Quando tomamos a decisão de empreender, temos como objetivo principal a geração de riqueza visando uma melhor qualidade de vida. Só que empreender para a maioria das pessoas significa disponibilizar …


Exclusivo
Tribuna Livre

Estágio pode ser realizado de casa, mesmo durante pandemia

Com o crescente isolamento social imposto pela pandemia do coronavírus, todos os setores do mercado têm adotado medidas de contenção, que muitas vezes significa suspensão de contratos e até demissão …


Exclusivo
Tribuna Livre

Conflitos durante a pandemia podem sobrecarregar a Justiça

O mundo vivencia uma das piores crises na área da saúde pública, em razão da pandemia do coronavírus, o que, inevitavelmente, gerará reflexos incalculáveis na economia global. Os economistas indicam …


Exclusivo
Tribuna Livre

Para vencer é preciso deixar a lamentação e o pessimismo

O principal impacto da crise econômica provocada pela Covid-19 vai ser a sobrevivência de empresas e profissionais. Isso porque a adaptabilidade e flexibilidade serão os principais determinantes para …


Exclusivo
Tribuna Livre

No Dia do Chorinho, ao mestre Pixinguinha com carinho

Diz-se que o “pai do choro” foi Joaquim Callado Jr., um exímio flautista negro que organizou, na década de 1870, um grupo de músicos com o nome de “Choro do Callado”. Os historiadores concordam, em …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados