search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Câmara da Serra é a mais cara
Plenário
Fabiana Tostes

Fabiana Tostes


Câmara da Serra é a mais cara

A Câmara da Serra, com seus 23 vereadores e mais dois licenciados, é a mais cara do Estado. Segundo dados do anuário Finanças dos Municípios Capixabas, em 2019 o gasto do Legislativo foi de R$ 33 milhões, o que representa 10% do gasto total de todas as câmaras do Estado (R$ 333 milhões).

Serra fica à frente das câmaras de Vila Velha, com gasto de R$ 30 milhões; de Vitória, com custo de R$ 27,2 milhões, e de Cariacica, que custa aos cofres públicos R$ 17,8 milhões.

O salário de vereador no Legislativo serrano também é o maior da região metropolitana. A Câmara da Serra paga R$ 9.208,33 a 25 parlamentares – incluindo Neidia Pimentel, que está afastada desde o início de 2018, e Nacib Haddad, afastado desde abril do ano passado. Em seguida vem os rendimentos dos vereadores de Vitória (R$ 8.966,26), Cariacica (R$ 8.016,94) e Vila Velha (7.430,00).

Anchieta não fica atrás
Quando a despesa com as câmaras é analisada de forma per capita (pelo número de habitantes), o Legislativo de Anchieta é o mais caro. É um custo de R$ 11,4 milhões para 29.263 habitantes, ou seja, a Câmara custa R$ 390,16 para cada morador. Por essa análise, Serra está em 54º lugar, com gasto de R$ 63,77 para cada um dos seus 517.510 habitantes.

Kennedy rindo à toa
E ninguém tira o 1º lugar de Presidente Kennedy quando o assunto é recebimento de royalties de petróleo. Em 2019, o pequeno município do Sul capixaba recebeu R$ 295 milhões para investir em seus 11.574 habitantes, segundo o anuário Finanças dos Municípios. Itapemirim vem na cola, tendo recebido R$ 269 milhões e Marataízes, R$ 241,4 milhões.

“Vou de táxi...”

 (Foto: André Félix/AT)
(Foto: André Félix/AT)

A Câmara de Vitória aprovou projeto que cria uma plataforma para os táxis, chamada “Táxi-Vitória”. O funcionamento é parecido com o Uber, porém, o serviço é oferecido somente por taxistas legalizados que hoje são 614 na capital. O projeto é do presidente Cleber Felix e foi votado em regime de urgência.

Mais um
O Ministério Público do Estado vai abrir ação para investigar mais um outdoor que pode caracterizar propaganda antecipada negativa. Em Aracruz, o Movimento Conservador e a Direita Aracruz assinam outdoor com fotos do governador e do prefeito e a frase: “Não vote em candidatos de partidos da esquerda”. O MP já abriu ação sobre um outro outdoor em Cachoeiro, com teor parecido. Na terça-feira, o TRE mandou retirar o outdoor de Cachoeiro.

Gandini põe o time em campo
O deputado estadual Fabrício Gandini (Cidadania) lança hoje o movimento “Vozes de Vitória” para construir o seu plano de governo. Gandini é pré-candidato a prefeito da capital e já conta com o reforço de notáveis, como o ex-ministro da Educação Cristovam Buarque, e o empresário Rodrigo Miranda, cofundador do aplicativo Shipp. “Vamos lançar um site e ter grupos de WhatsApp por região para ouvir as propostas das comunidades”, disse Gandini.

O trio de Marilândia
O PSDB de Marilândia vai precisar de jogo de cintura para resolver quem será o pré-candidato do partido a prefeito. Três nomes querem a vaga: Marquinho da Banana, Carla Partelli e o vereador Cimá Fubá.

Agora é a vera!
O deputado Dary Pagung foi confirmado ontem como líder do governo na Assembleia. Ele era vice-líder e atuava interinamente no cargo desde abril, com a saída do suplente Eustáquio de Freitas.

Isenção
A Assembleia aprovou projeto que isenta de multa pelo não pagamento de imposto sobre herança e doação de bens quem tenha renda familiar mensal menor que 3 salários mínimos ou esteja inscrito no CadÚnico.

Palanque pronto
Nem educação, nem segurança, nem obras. Tudo leva a crer que o palanque político das eleições municipais será o uso ou não da cloroquina. Alguns pré-candidatos, inclusive, já atualizaram seus discursos.
 

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados