X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Assine A Tribuna
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Pedaço da Itália no Espírito Santo

Santa Teresa foi a primeira cidade colonizada por italianos no Brasil e preserva as tradições dos imigrantes


Imagem ilustrativa da imagem Pedaço da Itália no Espírito Santo
A cultura italiana está na arquitetura, na gastronomia e nos costumes |  Foto: Kamila Rangel

No mapa do turismo do Espírito Santo, Santa Teresa está na região Imigrantes. E isso não é à toa! O município é reconhecido por lei como a primeira cidade colonizada por italianos no Brasil. Hoje, atrai turistas que querem curtir um pedacinho da Itália em terra capixaba.

Em 1874, um grupo de imigrantes italianos chegou ao Porto de Vitória, a bordo do Navio La Sofia, depois da viagem que ficou conhecida como Expedição Tabacchi, em homenagem ao empreendedor dela, Pietro Tabacchi.

Os imigrantes foram, primeiro, para a Fazenda das Palmas, nos arredores de Santa Cruz, no atual município de Aracruz. As dificuldades que encontraram na região, entretanto, fizeram com que saíssem de lá. Um grupo formado por pelo menos 145 imigrantes seguiu para a Colônia de Santa Leopoldina, onde hoje é Santa Teresa.

A chegada dos italianos foi um marco para a história capixaba, pois deu início a uma grande transformação na economia, na cultura e no turismo do Estado.

Santa Teresa preserva as tradições dos imigrantes, que podem ser reconhecidas na gastronomia, na arquitetura e nos costumes dos habitantes. Por estar localizada na serra capixaba, o clima ameno contribui para que os visitantes sintam a atmosfera europeia no Espírito Santo.

Nos restaurantes espalhados pela cidade, nos vinhos produzidos pelas famílias e nos eventos que fazem parte do calendário oficial do município, a cultura italiana se faz presente. No último mês, foram comemorados com festa, inclusive, os 150 anos da chegada dos italianos.

Quem visita a cidade no último domingo de cada mês pode assistir, no Bar Elite, na Rua do Lazer, à apresentação de um coral formado por moradores, a maioria descendentes de italianos, que cantam músicas que narram as histórias dos antepassados. Assim, eles mantêm vivas as memórias da origem da cidade.

A empresária Claide Ghisolfi Rasseli está entre os que preservam a cultura dos antepassados. Há 34 anos, ela pegou as receitas da mãe, filha de italianos, e começou a fazer os biscoitos de família. Hoje, é proprietária de uma fábrica que virou ponto turístico na cidade, a Claid’s Biscoitos.

Outro local em que é possível vivenciar a cultura dos imigrantes é a Casa Lambert, a primeira casa construída em Santa Teresa, em 1875, pelos irmãos Antônio e Virgílio Lambert. Abre para visitação de sexta a domingo.

*KR Comunicação

Ecoturismo no museu

Imagem ilustrativa da imagem Pedaço da Itália no Espírito Santo
|  Foto: Kamila Rangel

No centro de Santa Teresa, fica o Museu de Biologia Professor Mello Leitão, que proporciona conexão com a natureza e muito aprendizado sobre espécies de plantas e animais. Tem observatório de beija-flores, espaço com animais taxidermizados e viveiro com araras e papagaios, entre outros atrativos. Fica aberto de terça a domingo, das 8h às 17h. A visitação é gratuita.

Artesanato com a identidade capixaba

Imagem ilustrativa da imagem Pedaço da Itália no Espírito Santo
|  Foto: Kamila Rangel

Quem passeia pela Rua do Lazer encontra artesanatos com a cara do Espírito Santo. Na Wood Store, diversas peças feitas em madeira remetem a pontos turísticos e a ícones do Estado e, claro, de Santa Teresa, como o famoso colibri. Quadros, bonés, canecas e porta-chaves estão entre as opções de lembrança do município.

A proprietária Jordana dos Reis Varejão da Luz (foto) explicou que, além da variedade de itens disponíveis na loja, os clientes podem encomendar peças personalizadas, seja para guardar de recordação, seja para presentear.

A loja funciona de terça-feira a domingo, das 10h às 18h30, para atender turistas que visitam a cidade no fim de semana. Mais informações pelo telefone (27) 99889-2206.

Culinária italiana e turismo gastronômico
Imagem ilustrativa da imagem Pedaço da Itália no Espírito Santo
|  Foto: Kamila Rangel

O turismo gastronômico é forte em Santa Teresa. A cidade possui restaurantes que oferecem pratos diversos, desde os típicos da culinária italiana, fazendo jus à tradição local, a delícias genuinamente brasileiras.

Há vários empreendimentos espalhados pela cidade. A Rua do Lazer concentra boa parte deles e oferece opções para quem deseja se alimentar e se divertir em um dos lugares mais charmosos de Santa Teresa.

No Ristorante Osteria alla Botte, massas, risotos e carnes fazem parte do cardápio, que tem também drinques variados. A casa funciona quarta e quinta, das 11h às 14 horas e das 18h às 22 horas; sexta e sábado, das 11h às 14 horas e das 18h às 23h; e, aos domingos, das 11h às 14 horas.

MATÉRIAS RELACIONADAS:

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: