X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Cachoeiras, mirantes e voo livre nas montanhas

Vargem Alta, na Região Serrana do Espírito Santo, possui belezas naturais e atrações para quem curte o turismo de aventura


Imagem ilustrativa da imagem Cachoeiras, mirantes e voo livre nas montanhas
Grupo de caminhada de Vargem Alta em um dos cartões-postais da cidade: o monumento natural O Frade e A Freira |  Foto: Divulgação

Chamada de “Suíça Capixaba”, Vargem Alta atrai visitantes que gostam das temperaturas amenas. Mas não é só isso que faz do município, localizado na Região Serrana do Espírito Santo, um destino apreciado pelos turistas. Além das riquezas naturais, entre elas as belas cachoeiras, a cidade possui grande potencial para o turismo de aventura.

Antes, porém, vale citar algumas curiosidades sobre o município, para destacar a importância de Vargem Alta no cenário capixaba. A exploração de rochas ornamentais no Espírito Santo começou na cidade, quando, em 1957, foi extraído o primeiro bloco de mármore no distrito de Prosperidade. 

Outro orgulho para os vargem-altenses é o monumento natural O Frade e A Freira, presente em tantas fotos de viajantes que circulam pela região. “A maior parte dele está no nosso território”, destacou a secretária municipal de Turismo, Cultura e Esporte, Cris Viana.

A cidade vem desenvolvendo um projeto de divulgação para fortalecer a atividade turística. “Temos muitos atrativos que precisam ser conhecidos”, comentou.

Entre eles, estão três belas cachoeiras. A Cachoeira do Caiado, na Comunidade de Guiomar, possui águas cristalinas, fica aberta o ano todo e tem estrutura com banheiro e restaurante. A Cachoeira do Brother, em Castelinho, é a mais alta do município, com cerca de 40 metros de queda d’água, e é indicada para contemplação. 

A Cachoeira da Concórdia, na divisa com Rio Novo do Sul, é ideal para famílias com crianças, pelo curso leve e pouca profundidade.

Imagem ilustrativa da imagem Cachoeiras, mirantes e voo livre nas montanhas
"Temos muitos atrativos. Estamos com um projeto de divulgação para que as pessoas saibam disso. Queremos fortalecer o turismo em Vargem Alta” Cris Viana, secretária municipal de Turismo, Cultura e Esporte |  Foto: Flávio Carvalho

“Por estarmos em uma região de montanhas, temos, também, muitos mirantes. Os mais conhecidos ficam no território de municípios vizinhos, mas quem não conhece o mapa pensa que são daqui. O Mirante de Princesa, por exemplo, pertence a Rio Novo do Sul, mas é mais perto de Vargem Alta”, citou. 

Leia mais matérias dos Caçadores de Destinos

O mesmo acontece com o Mirante Alto Formoso, que, no mapa, está em Cachoeiro de Itapemirim. No local, que possui restaurante e área de lazer, existe uma rampa de parapente, com instrutores para a prática de voo livre. 

Outra atração para quem quer curtir o turismo de aventura em Vargem Alta são os paredões do distrito de Prosperidade, destino certo para os praticantes de rapel. 

Imagem ilustrativa da imagem Cachoeiras, mirantes e voo livre nas montanhas
Presépio mecânico tem 41 cenas |  Foto: Divulgação

Viagem pela  história com presépio e prédios antigos

Quem visita Vargem Alta também se encanta com a cultura local. A região, cujo clima atraiu imigrantes italianos no final do século 19, possui construções centenárias, que oferecem aos turistas uma viagem pela história. 

O prédio do antigo Colégio Salesiano, no distrito de Boa Esperança, é uma delas. Construído no início do século 20, abrigou a primeira instituição de ensino do município. Atualmente, está sendo reformado para sediar o Centro Estadual de Educação Técnica Giuseppe Altoé.

Outro cartão-postal de Vargem Alta é o presépio mecânico, que fica no distrito de Jaciguá, em frente à Igreja São João Batista. Criada pelo artesão e músico salesiano Agostinho Bastianello, a ornamentação com peças de madeira, metal, gesso, lata e plástico é dividida em dois palcos. Juntos, formam 41 cenas que se movimentam. A visitação é gratuita e deve ser agendada pelo telefone (28) 99959-2740.

Imagem ilustrativa da imagem Cachoeiras, mirantes e voo livre nas montanhas
Produtos do Sítio Casa da Mata |  Foto: Divulgação

Da fazenda direto para a casa

Quem curte levar para casa delícias do destino visitado precisa incluir no roteiro do passeio por Vargem Alta os sítios que fazem parte do agroturismo local. Há propriedades em que é possível colher frutas, degustar e comprar produtos feitos nas fazendas.

O Sítio Casa da Mata fica em Alto Castelinho, distante aproximadamente 30 quilômetros da sede do município. No local, o proprietário, Ivo Mazocco, recebe visitantes de quinta-feira a domingo, das 8 às 17 horas. 

“Produzimos queijo frescal, ricota, vinho, suco e geleia de uva, que podem ser degustados e comprados na propriedade. Também oferecemos aos turistas a  experiência de colher uva e morango”, contou ele.

Outras opções para aproveitar o agroturismo na cidade são a Estância Poly Flora e o Sítio Dus Grillo, em Castelinho, e a Cantina Votillio, em Taquarussu, todos com o sistema “colhe e paga” de uva, em que os visitantes escolhem  a fruta diretamente na parreira.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: