X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Brasil

Suspeito de ameaçar deputadas mineiras de estupro e morte é preso em Pernambuco


Foi preso na terça-feira, 7, em Olinda (PE), o principal suspeito de ameaçar de estupro e morte as deputadas estaduais de Minas Gerais Lohanna França (PV), Bella Gonçalves (PSOL) e Beatriz Cerqueira (PT). As investigações foram iniciadas em agosto do último ano e estão na terceira fase da operação intitulada como Di@na.

Trata-se de uma força tarefa composta pelo Ministério público de Minas Gerais (MPMG) junto às polícias Civil (PCMG) e Militar (PMMG). O investigado é acusado de incitar a violência contra as vítimas em Chans, espaços online anônimos em que somente homens são permitidos, e de também coagir adolescentes a enviarem fotos nuas a ele e praticarem a automutilação.

A ação teve apoio do Grupo de Atuação Especial contra o Crime Organizado do Ministério Público de Pernambuco (MPPE). Os investigadores identificarem os 'nicknames' Leon e Grow, apontados como sendo usados pelo líder do grupo.

Computadores, telefones e pen drives foram apreendidos junto com o suspeito, que teve a prisão preventiva determinada. O réu será transferido para o Sistema Prisional de Minas Gerais para responder ao processo.

Relembre o caso

Em agosto de 2023, a deputada Lohanna França (PV) recebeu em seu e-mail institucional da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) ameaças de morte e estupro. Na mensagem estava descrito que a parlamentar "promove a degeneração e a irresponsabilidade feminina" e que ela seria estuprada e morta. O infrator também mencionou que conhecia o local onde França e sua família moram.

Após o recebimento da ameaça, a deputada reuniu os servidores que identificaram a mensagem e denunciou o caso à Polícia Legislativa. Bella Gonçalves (PSOL) também recebeu ameaças em seu e-mail institucional. A deputada relata em sua conta no X (antigo Twitter) o que enfrentou: "nesses últimos meses vivi sob escolta policial, tive que mudar de casa, de rotina, enquanto recebia uma ameaça aterrorizante por semana. Só por ser mulher na política."

Em agosto de 2023, Cristiano Caporezzo (PL), colega das parlamentares na ALMG, divulgou um vídeo em que Bella Gonçalves aparece com escolta policial e questionando o motivo da escolta. Após o feito, novos ataques foram realizados contra as deputadas.

Outras parlamentares de Minas Gerais receberam ameaças de estupro e morte, porém a investigação aponta ligação do acusado apenas com os casos de Lohanna França (PV), Bella Gonçalves (PSOL) e Beatriz Cerqueira (PT).

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: