X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Brasil

Recife lança edital de concessão de 4 parques urbanos, leilão ocorre em junho na B3


O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) informou ter sido lançado nesta segunda-feira, 25, o edital de concessão dos serviços de visitação de quatro parques urbanos da cidade de Recife, em Pernambuco. O leilão será realizado na sede da B3, em São Paulo, em junho.

O projeto de concessão, estruturado pelo BNDES e coordenado pela Prefeitura de Recife, trata dos serviços de visitação dos parques Jaqueira, Santana, Apipucos e Dona Lindu.

"O vencedor será responsável pelas atividades de apoio à visitação, manutenção e modernização dos serviços, além de ações de conservação e proteção. O edital prevê ainda a realização de investimentos da ordem de R$ 49 milhões, no prazo de até seis anos, como melhorias em infraestrutura de lazer e instalações em diversas áreas. Também estão previstos investimentos de aproximadamente R$ 363 milhões em operação e gestão dos parques", disse o banco de fomento, em nota divulgada nesta terça-feira, 26.

O leilão será feito em dois blocos, em sessões diferentes, embora no mesmo dia: o Bloco A é composto pelos parques Jaqueira, Santana e Apipucos, enquanto o Bloco B envolve apenas o Dona Lindu. A seleção do concessionário será determinada pelo "maior valor de outorga fixa, que é a quantia a ser paga pelos vencedores ao poder público".

"A divisão em dois blocos tem como objetivo fortalecer a vocação regional de cada parque e captar mais investimentos para melhorar a infraestrutura e a conservação dos espaços. O acesso e o uso por parte da população continuarão livres e gratuitos, conforme previsto na Lei Municipal n. 18.824, aprovada em 2021", afirmou o BNDES.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: