X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Brasil

Polícia prende suspeitos de matar e esconder corpo de criança em uma mala em SC

Casal alegou que a criança havia sido sequestrada na segunda-feira


A Polícia Civil de Santa Catarina prendeu nesta quinta-feira, 7, a mãe e o padrasto de uma menina de 3 anos morta na cidade de Indaial, a 170 km da capital Florianópolis. A criança estava desaparecida desde a última segunda-feira, 4, quando os responsáveis alegaram ter acontecido um sequestro.

Segundo os suspeitos, a criança havia sido levada em um carro que foi posteriormente identificado pela polícia sem qualquer evidência que comprovasse a versão apresentada. Ao perceberem que a narrativa não fazia sentido para as autoridades, mãe e padrasto confessaram o crime.

De acordo com as investigações, os presos agrediram e mataram a menina e em seguida concordaram em se livrar do corpo. Os criminosos decidiram colocar a vítima numa mala e depois enterrar o corpo nas proximidades da BR-470. Após a confissão do crime, o local exato foi indicado pelo padrasto.

Imagem ilustrativa da imagem Polícia prende suspeitos de matar e esconder corpo de criança em uma mala em SC
Polícia Científica fez perícia no local onde o corpo foi encontrado |  Foto: Polícia Científica de SC/Divulgação

A Polícia Científica localizou vestígios de sangue na residência do casal e aguarda resultados de laudos periciais que irão indicar as causas da morte da criança.

O casal teve prisão temporária decretada e foi encaminhado a um presídio onde se encontram à disposição da Justiça.

MATÉRIAS RELACIONADAS:

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: