X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Brasil

Pimenta: Orçamento da ajuda ao RS vai ser avaliado à medida que a chuva passar


O ministro da Secretaria de Comunicação Social, Paulo Pimenta, disse nesta sexta-feira, 3, que "não há um limite definido" pelo governo federal de repasse de recursos para o Rio Grande do Sul. Segundo o ministro, caberá a cada município e ao Estado elaborar um plano de trabalho e definir quanto dinheiro será necessário para o processo de reconstrução.

"Esse levantamento dos valores se dará a partir do plano de trabalho apresentado por cada município e Estado. Não é o governo federal que estabelece o valor. Vem dos planos que são apresentados. O que Lula afirmou ontem, e já tinha afirmado isso, é que não há um limite definido. Vamos disponibilizar o recurso necessário para que nas questões de responsabilidade do governo federal todos os pleitos de reconstrução sejam atendidos", disse Pimenta.

Segundo o ministro, o orçamento de ajuda ao Rio Grande do Sul será definido conforme as chuvas passarem e cada ente fizer uma avaliação do quanto será necessário.

Mais cedo nesta sexta-feira, Pimenta disse que é provável que o governo abra crédito extraordinário para financiar a resposta às enchentes no Rio Grande do Sul. Segundo ele, ainda não há um valor definido.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: