X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Assine A Tribuna
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Brasil

O que governo federal faz para RS vale para Estados que sofrerem desastres do tipo, diz Lula


O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que o governo federal "mudou o paradigma" no tratamento dos desastres climáticos ao adotar medidas em relação ao Rio Grande do Sul.

As declarações ocorreram nesta terça-feira, 21, na abertura da Marcha dos Prefeitos, em Brasília. Na ocasião, Lula voltou a dizer que "não faltarão recursos" do governo federal ao Estado.

"Vou voltar ao Rio Grande do Sul e quero visitar as cidades depois que água foi embora, para ver o tamanho do estrago", declarou. "Mudou o paradigma do tratamento dos desastres climáticos. O que o governo faz para o Rio Grande do Sul será para qualquer Estado que sofrer desastres do tipo. Estamos obrigados a fazer igual ou melhor."

Lula também relembrou a criação da comitiva para o Rio Grande do Sul com autoridades de demais Poderes e afirmou que aquele foi um esforço para "trabalhar em conjunto".

"Estamos tentando trabalhar em conjunto para que todo mundo sinta o drama e a necessidade de juntos resolver o problema", afirmou. "Eu aprendi com minha mãe: aquilo que os olhos não veem, o coração não sente. É preciso ir lá visitar as pessoas."

Lula falou na XXV Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios, conhecida como Marcha dos Prefeitos. Estava acompanhado de ministros como Fernando Haddad (Fazenda), Simone Tebet (Planejamento), Esther Dweck (Gestão), Márcio Macêdo (Secretaria-Geral), Carlos Lupi (Previdência), Rui Costa (Casa Civil) e Ricardo Lewandowski (Justiça). Também participaram da solenidade os presidentes do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), e da Câmara, Arthur Lira (PP-AL).

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: