X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Brasil

Juiz penhora valor da venda de livros de Olavo de Carvalho para indenizar Caetano


O juiz Guilherme Pedrosa Lopes, da 50ª Vara Cível do Rio, decretou a penhora dos valores arrecadados com a venda dos livros do escritor Olavo de Carvalho - 'guru da direita brasileira', em especial do bolsonarismo, que faleceu em 2022. A decisão atendeu a um pedido da defesa do cantor Caetano Veloso, a quem Olavo foi condenado a indenizar em razão de postagens em que atribuía pedofilia ao compositor.

A dívida de Olavo com Caetano já somava R$ 3.372.608,33, segundo atualização em 2022. A condenação do escritor lhe impunha um pagamento de R$ 40 mil por danos morais, mas o montante foi acumulando em razão do não cumprimento da ordem de retirada das postagens, sob pena de multa diária.

A decisão de Pedrosa Lopes atinge diretamente a Editora Record, que publicou os livros de Olavo. A empresa informou à Justiça que os valores arrecadados com os livros do guru do bolsonarismo, atualmente, totalizam R$ 8.016,40.

Ao deferir o pedido da defesa de Caetano, o juiz Guilherme Pedrosa Lopes ponderou que, enquanto não for finalizado o inventário de Olavo, todos os bens de seu espólio respondem pelas dívidas contraídas pelo guru. Assim, a execução da sentença da ação movida por Caetano deve permanecer direcionada ao espólio.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: