X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Brasil

Jovem que cheirou pimenta trata infecção e tem batimentos cardíacos altos

Jovem voltou à UTI dias após receber alta


Imagem ilustrativa da imagem Jovem que cheirou pimenta trata infecção e tem batimentos cardíacos altos
Jovem tinha recebido alta na última segunda-feira (31) |  Foto: Reprodução / Redes sociais

A jovem Thaís Medeiros de Oliveira, que teve uma reação alérgica grave ao cheirar pimenta, trata uma infecção e está bom os batimentos cardíacos altos, disse a mãe dela em publicação nas redes sociais.

Paciente deve voltar para a enfermaria nesta segunda-feira (7). "A Thaís está bem. Ela continua com a infecção e com a febre, com os batimentos cardíacos um pouco elevados, mas ela está sendo bem cuidada", afirmou a mãe.

Leia mais notícias Nacionais aqui

Jovem voltou à UTI dias após receber alta. Ela teve uma broncoespasmo durante a madrugada deste sábado (5), o que fez a equipe médica decidir levá-la para os cuidados intensivos. De acordo com a família, Thaís foi levada ao hospital porque também estava com febre alta e urina avermelhada.

Thaís tinha recebido alta na última segunda-feira (31). Na ocasião, o médico geriatra Fernando Henrique de Paula, do Centro de Reabilitação e Readaptação Henrique Santillo (Crer), onde ela estava internada desde o dia 9 de abril, disse que o quadro dela era um pouco melhor.

A jovem de 25 anos teve uma grave reação alérgica ao cheiro de pimenta e, em razão de uma parada cardiorrespiratória, desenvolveu uma lesão irreversível no cérebro.

RELEMBRE O CASO

Segundo Adriana Medeiros, a filha teve uma crise de asma antes de visitar o namorado em Anápolis (GO). No local, Thaís cheirou pimenta durante um almoço. Logo em seguida, foi levada ao hospital às pressas e internada.

Os médicos acham que o contato da jovem com a pimenta foi um gatilho para ela desencadear uma crise de asma grave, fazendo com que Thaís não conseguisse respirar normalmente.

Isso levou à baixa circulação de oxigênio para o cérebro e o coração, o que provocou uma parada cardiorrespiratória na jovem.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: