X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Brasil

Influenciadora morta no interior de SP foi vítima de feminicídio, diz polícia

Micaelly dos Santos Lara, 19, e David Aparecido da Silva Alves, 30, foram encontrados mortos dentro de um veículo em Hortolândia


Imagem ilustrativa da imagem Influenciadora morta no interior de SP foi vítima de feminicídio, diz polícia
Conhecida como Japa, Micaelly tinha mais de 500 mil seguidores nas redes sociais. |  Foto: Reprodução/Redes Sociais

Uma câmera de monitoramento captou o momento em que a influenciadora digital Micaelly dos Santos Lara, 19, entrou no carro do ex-namorado David Aparecido da Silva Alves, 30, em Hortolândia (a 115 km de São Paulo), momentos antes de ser assassinada na última segunda (15).

Segundo a polícia, Alves matou Micaelly e depois cometeu suicídio por supostamente não aceitar o fim do relacionamento. Os dois foram encontrados mortos dentro do veículo dele, e o caso foi registrado como homicídio, feminicídio e suicídio.

Conhecida como Japa, Micaelly tinha mais de 500 mil seguidores nas redes sociais. O corpo da jovem foi sepultado nesta quarta (17) no cemitério Parque Hortolândia, na cidade do interior paulista.

Nas imagens registradas pela câmera de segurança, Micaelly aparece entrando no carro de Alves às 13h10. Os tiros foram disparados aproximadamente 20 minutos depois, segundo o delegado José Regino, da Delegacia de Defesa da Mulher de Hortolândia.

Após atingir a jovem, Alves teria disparado contra a própria cabeça. A Polícia Militar informou que, quando encontrou os corpos, a arma usada no crime, uma pistola Taurus 9 mm, estava na mão do suspeito. Ele tinha registro de CAC (colecionador, atirador e caçador) e a pistola estava registrada.

Ainda de acordo com o delegado, Micaelly já havia registrado um termo circunstanciado contra o ex-namorado durante uma viagem do então casal para Guarujá, no litoral paulista. Em 20 de abril, os dois brigaram porque Alves teria quebrado o celular da jovem na praia.

Em publicação nas redes sociais, a mãe da influenciadora, Alethea Patricia Santos, chorou a morte da filha. "Ele tirou a vida da minha princesa, de 19 anos, que tinha tantos sonhos, era tão engajada." 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: