X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Brasil

Homem é preso por criar rifa para sortear fuzil e revólver em São Paulo

Com ele foram apreendidas três pistolas, 143 munições e 121 cartelas que seriam usadas em sorteios



Imagem ilustrativa da imagem Homem é preso por criar rifa para sortear fuzil e revólver em São Paulo
Com ele foram apreendidas três pistolas, 143 munições e 121 cartelas que seriam usadas em sorteios |  Foto: Divulgação/Polícia Civil

Um homem de 36 anos foi preso pela Polícia Civil na quarta-feira (27) por criar uma rifa para vender armas ilegalmente em São Paulo. Entre os prêmios que seriam distribuídos estavam revólveres, pistolas e até um fuzil.

De acordo com a SSP (Secretaria da Segurança Pública), o suspeito foi preso no Jardim São Luís, na zona sul da capital, em uma ação do Deic (Departamento Estadual de Investigações Criminais).

A investigação que levou à prisão identificou que o homem usava aplicativos de mensagem para divulgar as rifas em grupos com dezenas de participantes. A rifa de armas era, segundo o Deic, o meio de vida do suspeito.

A partir dos indícios, a polícia solicitou à Justiça um mandado de busca e apreensão a endereços relacionados ao suspeito. Os agentes foram a cinco locais diferentes e encontraram o homem em uma casa no Jardim Monte Azul.

Com ele foram apreendidas três pistolas, 143 munições e 121 cartelas que seriam usadas em sorteios.

De acordo com a SSP, o suspeito foi detido e está à disposição da Justiça. O caso foi registrado como comércio ilegal de arma de fogo na 1ª Divisão de Investigações sobre Crimes contra o Patrimônio, vinculada ao Deic.

No ano passado, a Polícia Civil apreendeu, após semanas de investigações, 38 armas que também seriam rifadas pela internet. Os fuzis, pistolas e espingardas estavam em uma casa no bairro Anália Franco e em um estande de tiros na Vila Carrão, ambos na zona leste da capital.

O suspeito preso era dono de um clube de tiros. Os valores das cotas, segundo a polícia, iam de R$ 0,99 a R$ 5,99.

MATÉRIAS RELACIONADAS:

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: