X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Brasil

Fernandinho Beira-Mar é transferido de Mossoró para outra unidade federal

Mudança aconteceu por causa da fuga dos detentos



Imagem ilustrativa da imagem Fernandinho Beira-Mar é transferido de Mossoró para outra unidade federal
Penitenciária federal de segurança máxima em Mossoró, no Rio Grande do Norte |  Foto: Divulgação/ Secretaria Nacional de Políticas Penais

Fernandinho Beira-Mar, uma das principais lideranças do Comando Vermelho, foi transferido do presídio federal de Mossoró, no Rio Grande do Norte, na última semana. A mudança se deu após o local registrar a primeira fuga de detentos de uma unidade de segurança máxima.

O Brasil reúne cinco presídios de segurança máxima sob coordenação do Senappen (Secretaria Nacional de Políticas Penais), do Ministério da Justiça. Essas unidades estão situadas em Catanduvas (PR), Campo Grande (MS), Porto Velho (RO), Mossoró (RN) e Distrito Federal.

São prisões construídas para receber lideranças do crime organizado e condenados de alta periculosidade. Ao todo, os cinco presídios abrigam 489 presos. Não foi informado para qual presídio Beira-Mar foi transferido.

Além de Fernandinho Beira-Mar, a lista reúne Marcos Willians Herbas Camacho, o Marcola, identificado como líder do PCC; e Marcelo Valle Silveira Mello, um dos criadores do Dogolachan, fórum extremista que já foi considerado a maior rede de ódio do país.

Tais presídios são equipados com modernos sistemas de vigilância, com câmeras escondidas e sensores para detectar pessoas e drogas. Cada preso tem uma cela individual.

Os presídios também contam com equipamentos para atendimentos médico, odontológico, psicológico e de enfermagem, com o intuito de evitar a transferência dos presos.

O primeiro deles foi inaugurado em Catanduvas (PR), em junho de 2006. Logo no mês seguinte a unidade recebeu Fernandinho Beira-Mar, que também passou pelo presídio em Campo Grande e, até a última semana, estava na unidade em Mossoró.

A transferência de presos entre as unidades ocorre com certa frequência e raramente é divulgada, por questões de segurança e até mesmo sigilo judicial.

CRIMINOSOS QUE CUMPREM PENA OU JÁ PASSARAM POR PRESÍDIOS FEDERAIS

CAMPO GRANDE (MS)

Marcinho VP

Márcio dos Santos Nepomuceno é apontado como chefe do Comando Vermelho e responsável pelos pontos de venda de drogas no Complexo do Alemão, no Rio de Janeiro.

Marcelo Valle Silveira Mello

Preso por ameaças terroristas, divulgação de pornografia, incitação à violência e racismo, entre outros crimes.

Juan Carlos Abadía

Líder de cartel de drogas na Colômbia e fugitivo da polícia norte-americana, foi preso em Barueri (SP) e deportado para os Estados Unidos.

CATANDUVAS (PR)

Marcelo Piloto

Marcelo Pinheiro Veiga, considerado uma das lideranças do Comando Vermelho, tem extensa ficha criminal: homicídios, roubos, incêndio, porte ilegal de armas e formação de quadrilha.

Elias Maluco

Elias Pereira da Silva foi um dos maiores traficantes do Rio de Janeiro e responsável pelo assassinato do jornalista Tim Lopes. Foi encontrado morto em sua cela no presídio de Catanduvas em setembro de 2020.

MOSSORÓ (RN)

Fernandinho Beira-Mar

Luiz Fernando da Costa é considerado um dos principais traficantes de armas e drogas da América Latina.

Élcio de Queiroz

Expulso da Polícia Militar em 2015 e acusado de atuar em milícias, ele confessou participação na execução da vereadora do Rio de Janeiro Marielle Franco, em 2018.

Ronnie Lessa

Também acusado da participação na morte de Marielle Franco. Segundo Élcio de Queiroz, que dirigia o veículo usado no crime, foi Lessa quem atirou contra a vereadora e o motorista Anderson Gomes.

PORTO VELHO (RO)

Marcola

Marcos Camacho, apontado como líder do PCC, cumpriu pena na Papuda, no Distrito Federal, e hoje está em Porto Velho. Já havia estado no DF antes, mas foi transferido quando surgiram indícios de um plano para resgatá-lo, assim como outras lideranças do PCC.

DISTRITO FEDERAL

Cesare Battisti

Ativista italiano condenado à prisão perpétua pela Justiça de seu país, Battisti morava no Rio de Janeiro em 2007, quando teve a prisão preventiva decretada, e foi transferido para Papuda.

MATÉRIAS RELACIONADAS:

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: