X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Assine A Tribuna
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Brasil

Aeroporto fechado gera prejuízo de R$ 400 milhões por mês ao RS, diz vice-governador


O fechamento do Aeroporto Internacional Salgado Filho, em Porto Alegre, está resultando em um prejuízo de R$ 400 milhões mensais ao Rio Grande do Sul, segundo o vice-governador do Estado, Gabriel Souza (MDB). "Aeroporto fechado significa um prejuízo em torno de R$ 400 milhões por mês, algo em torno de R$ 3 bilhões durante todo este ano se de fato se confirmar a continuidade do fechamento do aeroporto até dezembro. O que dá mais ou menos meio por cento PIB do Rio Grande do Sul", estimou o emedebista à GloboNews.

Conforme explicou na entrevista, o impacto econômico do fechamento do Salgado Filho - principal aeroporto gaúcho - não se limita apenas aos números, mas também afeta diretamente a logística do Estado, o transporte de cargas, o turismo e os negócios, gerando transtornos significativos para a economia local. "É um prejuízo inestimável do ponto de vista de geração de emprego e renda", disse ao emendar que não há um cálculo no momento sobre o custo total da reconstrução do Salgado Filho.

Contrato Fraport

Em relação à discussão entre governo federal e a Fraport, empresa que administra o Salgado Filho, Souza frisou que o "reequilíbrio do contrato" da concessão é a saída mais prática para amenizar eventuais prejuízos. "Seria algo em torno de R$ 300 milhões que a União Federal deveria recompor a Fraport. É muito mais caro deixar o aeroporto fechado do que, eventualmente, fazer algum aporte da União, até porque o aeroporto é da União".

A observação do vice surge em meio aos trabalhos do governo Lula, liderado pelo ministro de Portos e Aeroportos, Silvio Costa Filho, de retomar as atividades do Aeroporto Salgado Filho e das especulações desmentidas pela própria Fraport - em carta à OAB-RS - de que a concessionária devolveria a concessão caso não receba recursos para reforma do terminal. O Salgado Filho foi concedido por 25 anos, contados de agosto de 2017. O contrato em curso é válido até 2042, segundo a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: