search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Brasil já contratou 58% das doses para 2022
Cláudio Humberto
Cláudio Humberto

Cláudio Humberto


Brasil já contratou 58% das doses para 2022

Apesar da torcida fúnebre pelo coronavírus, o Brasil já garantiu doses suficientes de vacinas contra a Covid-19 para toda a população de quase 213 milhões. Já foram contratadas 626 milhões de doses de oito farmacêuticas diferentes. Equivale a 158% do necessário.

Segundo levantamento da Comissão Temporária da Covid-19 do Senado, mantidos os prazos de entrega dos laboratórios produtores dos imunizantes, toda a população poderá estar imunizada até o fim do ano.

Maior fornecedor
A maior quantidade de imunizantes virá pela Fiocruz: 222,4 milhões de doses da vacina AstraZeneca/Oxford, todas a serem entregues este ano.

Segundo lugar
O Butantan fornecerá 130 milhões de doses da Coronavac. É também o que mais entregou até agora: 32 milhões de doses entre janeiro e março.

Só falta entregar
O Ministério da Saúde já fechou negócio por 63 milhões de doses da vacina Moderna (EUA) e 100 milhões de doses da vacina Pfizer (EUA).

OMS, ex-grande
A Covax Facility, iniciativa da venerada OMS, será apenas o quinto maior fornecedor de vacinas para o Brasil: 41,4 milhões de doses.

AM: Pazuello volta à caserna de olho na política
O general Eduardo Pazuello já se incorporou ao Comando Militar da Amazônia, retomando a carreira militar no Estado que sonha governar. A saída do Ministério da Saúde não afetou seu projeto político, segundo afirmam deputados estaduais amazonenses que dão como certa a sua candidatura, em 2022.
Mas dizem que, para ele, seria “questão de honra” governar o Estado que foi acusado de negligenciar na crise de oxigênio.

Picada fatal
A “mosca azul” picou Eduardo Pazuello no período em que permaneceu na cidade de Manaus para resolver a crise do oxigênio.

O que o motiva
O ex-ministro confia no eleitorado bolsonarista, que é forte no Estado, mas não conseguiu levar seu candidato a prefeito ao segundo turno, em 2020.

Quer distância
O problema é que Bolsonaro tende a evitar a proximidade de Pazuello, após o seu discurso de despedidas atacando políticos, inclusive aliados.

Anulação, já
A Câmara tem a chance de jogar no lixo a decisão despudorada do governo de aumentar em mais de 10% o preço dos remédios. Basta aprovar projeto decreto legislativo de Denis Bezerra (PSB-CE) anulando a barbaridade. O setor de remédios é o que mais lucra na pandemia.

Mentira em inglês
Até o jornal Miami Herald reproduziu a fake news de que foi “surpresa” a escolha do general Paulo Sergio para comandar o Exército, após “ganhar o desprezo de Bolsonaro” por defender uso de máscaras etc. Como se um presidente fosse capaz de nomear alguém em quem não confia.

Lula-de-mel
Após se aliar a Dilma e furtar pasta para dificultar a derrota de Calheiros para Alcolumbre, Kátia Abreu (PSD-TO) já não é citada como “ruralista” no noticiário. Virou musa. Importante era derrubar Ernesto Araújo.

Ego condenado
Ex-condenado duas vezes por corrupção e duas vezes por lavagem de dinheiro, o petista Lula disse que “ganhou” nas eleições de 2010 e 2014 e “ficou em segundo” em 2018. Nem citou os postes Dilma e Fernando...

Imunização de rebanho
O deputado, ex-ministro e médico Osmar Terra (MDB-RS) cita estimativa de letalidade média mundial de 0,27 dos infectados por Covid-19 para avaliar que 120 milhões de brasileiros “provavelmente já foram contaminados, curaram e estão imunizados contra o vírus”.

Sob nova direção?
Os sites da Força Aérea Brasileira, Exército e da Marinha ainda não atualizaram os nomes dos respectivos novos comandantes. Deve ficar para depois do feriado. O serviço público radicaliza nos feriados.

Renascimento
O ministro Tarcísio Freitas (Infraestrutura) confirmou a realização de três leilões após a Páscoa para transferir 28 ativos públicos para a iniciativa privada, o que deve resultar em cerca de R$ 10 bilhões em investimentos.

Pensando bem...
...aproveitando o embalo, a ciência bem que poderia criar uma vacina contra políticos mentirosos.

Cadê as vacinas?
Governadores e prefeitos que pediam (e receberam) o direito de comprar vacinas nem falam mais no assunto. Caso do piauiense Welington Dias (PT), coordenador do Fórum de Governadores de oposição.

Poder sem pudor

Como negar aumento
Magalhães Pinto presidia o Senado e tinha uma missão difícil: convencer o presidente Ernesto Geisel a aumentar os vencimentos dos parlamentares. Marcou audiência e, na hora agá, convidou para acompanhá-lo o presidente da Câmara, Célio Borja.
O general Geisel recebeu os dois com cara amarrada, em pé, e ainda deu um soco na mesa. Magalhães amarelou: “Presidente, só vim acompanhar o Borja, que tem uma proposição a fazer...” O presidente da Câmara, claro, nada tinha a propor. Os dois balbuciaram algumas palavras e foram embora, cabisbaixos. Nunca mais se falou de aumento.

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

últimas dessa coluna


Exclusivo
Cláudio Humberto

Brasil empata com Reino Unido em doses aplicadas

O Brasil ultrapassou a marca de 50,4 milhões de vacinas contra Covid aplicadas desde o início da campanha, em 17 de janeiro, e alcançou o Reino Unido, primeiro país do ocidente a iniciar a imunização …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Lobby tenta alterar placas de carro outra vez

Uma manobra na Câmara tenta implementar um sistema de identificação de veículos por meio de mais uma troca das placas veiculares, o que geraria novos gastos para todos os motoristas e lucro milionári…


Exclusivo
Cláudio Humberto

Covid “queima o filme” de Bolsonaro e de governadores

A pandemia tem provocado queda na avaliação do presidente Jair Bolsonaro, mas afeta também a popularidade dos governadores, segundo Murilo Hidalgo, presidente do Paraná Pesquisas. “A segunda …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Projeto mira redes sociais e atinge a imprensa

Projeto do deputado Denis Bezerra (PSB-CE), em tramitação na Câmara, pode ferir de morte a liberdade de imprensa. A pretexto de alterar o Marco Civil da Internet, que mal entrou em vigor, o projeto …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Ação da PGR pode “revolucionar” as assembleias

Os presidentes e demais integrantes de mesas diretoras reeleitos, na maioria das assembleias legislativas e das câmaras municipais, podem ser destituídos, caso o Supremo Tribunal Federal (STF) …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Deputados usam “falta de internet” para não trabalhar

"Até segunda, vamos distribuir 16 milhões de doses”. Ministro Marcelo Queiroga (Saúde) dando “má notícia” aos “coronalovers”. A Câmara avisou a todos os deputados federais que as desculpas …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Randolfe já teve Renan como “inimigo da República”

Na política, a conveniência e a hipocrisia imperam, inclusive sobre os que se dizem irredutíveis em questões de “princípios”. Vice-presidente da CPI da Covid, Randolfe Rodrigues (Rede-AP) hoje é só …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Prefeito JHC lidera disputa pelo governo de Alagoas

Prefeito de Maceió, João Henrique Caldas (PSB), o JHC, lidera as intenções de voto para o governo de Alagoas, na eleição 2022. É o que aponta levantamento exclusivo do Paraná Pesquisa para o …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Alagoas: Bolsonaro perderia de Lula, não de Haddad

Quando políticos de Alagoas voltam aos holofotes, um levantamento exclusivo do Paraná Pesquisa para o site Diário do Poder e esta coluna revela que, se a eleição presidencial fosse hoje, o presidente …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Critérios diferentes da Anvisa favoreceram a Pfizer

A agência reguladora Anvisa adotou critérios diferentes para autorizar o uso de vacinas contra Covid-19 no Brasil. Enquanto cria dificuldades para imunizantes como a russa Sputinik V e a indiana …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados