search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Bolsonaro em busca de um portfólio de obras
Coluna do Estadão

Andreza Matais e Marcelo de Moraes


Bolsonaro em busca de um portfólio de obras

O crédito extraordinário para investimentos em infraestrutura animou na Esplanada e no Planalto a turma que sonha em ver o cofre aberto. Parlamentares e técnicos viram na liberação a continuidade da estratégia eleitoral de Jair Bolsonaro: apesar do apoio a Paulo Guedes, o presidente não soltou a mão de Rogério Marinho.

Bolsonaro pegou gosto pela inauguração de obras mas, até agora, muitas delas foram iniciadas por antecessores dele ou por prefeitos e governadores. De olho em 2022, quer um portfólio de obras para chamar de seu.

Via rápida. A estratégia para a liberação de mais recursos é justamente a votação pelo Congresso de propostas que podem abrir espaço orçamentário para investimentos por meio da regulamentação dos gatilhos do teto de gastos.

Me leva. A ideia de uma marca de Bolsonaro em obras pelo País é bem vista por deputados e senadores. Querem colar no presidente que, por enquanto, tem boas chances de reeleição.

Socorro I. Com a iminência do fim do socorro emergencial a Estados e municípios, cresceu sobre a Câmara a pressão feita por governadores pela aprovação de um projeto complementar que retoma pontos do chamado Plano Mansueto.

Socorro II. Rio, Minas, Goiás e Rio Grande do Sul são os principais interessados na proposta, de autoria do deputado Pedro Paulo (DEM-RJ), que viabiliza a recuperação dos Estados.

CLICK. O paraquedista e ministro da Secretaria de Governo Luiz Eduardo Ramos, 64, saltou, pela primeira vez em 11 anos, de uma altura de 4 mil metros como parte da sua saída do serviço ativo no Exército.

Se liga... Novo líder do governo, Ricardo Barros ligou para o ex-colega de Esplanada da gestão Temer e presidente do PSDB, Bruno Araújo. Dele ouviu que terá apoio dos tucanos na boa pauta econômica.

...na agenda. Mas levou um puxão de orelha que deixaria Paulo Guedes contente: Bruno Araújo pediu pressa em privatizações e na reforma tributária.

Querido presidente. Enquanto isso, Major Vitor Hugo (PSL-GO), destituído da liderança, está na lista de espera por uma vaga na Esplanada. Sonha com a recriação da Segurança Pública. Colegas enxergam merecimento: segurou a onda na Câmara quando nem base de apoio existia.

Bye. Enquanto Bolsonaro concretizava a troca do líder do governo no Congresso, Ramos, o ministro da articulação, se emocionava ao passar para a reserva.

Muito bem... Ex-ministro do governo Michel Temer e secretário licenciado de São Paulo, Alexandre Baldy detém posições importantes no governo federal. À frente da bancada de deputados de Goiás, Baldy capitaneou em 2018 a indicação do atual presidente da Anatel, Leonardo Euler.

...posicionado. Baldy e Euler tentam, agora, assegurar mais uma posição na Anatel. Trabalham para que o chefe de gabinete de Euler, Ronaldo Neves de Moura Filho, substitua no conselho da agência Vicente Aquino, cujo mandato se encerra em novembro próximo.

Vale muito. A briga não é só por postos. O futuro do 5G depende da Anatel e a rede, no Brasil, ficará com a chinesa Huawei ou com os consórcios ocidentais. Leonardo Euler já admitiu que os chineses têm a tecnologia mais adiantada. O novo ministro das Comunicações, Fábio Faria, ainda não apontou o nome que prefere ver na agência.

Pronto, falei!

"Foi pensando no Brasil que o PT abriu mão de lançar Marília Arraes e apoiou o PSB ao governo de Pernambuco em 2018".

Gleisi Hoffmann, presidente nacional do PT, em resposta a Carlos Siqueira (PSB).

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

últimas dessa coluna


Exclusivo
Coluna do Estadão

Parecer indica brecha para eleição das Casas

Até adversários de Rodrigo Maia e Davi Alcolumbre viram na manifestação da AGU sobre a ação questionando a reeleição para o comando da Câmara e do Senado um atalho para a dupla do DEM se manter no …


Exclusivo
Coluna do Estadão

Setor de eventos ainda esquecido por governos

Apesar de representar 5% do PIB nacional e empregar mais de 12 milhões de profissionais diretos e indiretos, o mercado de eventos está abandonado pelo poder público. Paralisado desde março e sem …


Exclusivo
Coluna do Estadão

Renovação ainda em alta, indica pesquisa

A dois meses do primeiro turno das eleições, partidos tentam se balizar em um cenário de incertezas. Pesquisa realizada pelo Instituto Locomotiva, em parceria com a escola de formação do …


Exclusivo
Coluna do Estadão

Celso Russomanno e a agenda de Bolsonaro

Jair Bolsonaro apresentou uma agenda básica a Celso Russomanno para a eleição na capital paulista. O presidente gostaria de ver o deputado do Republicanos, se ele mantiver a decisão da candidatura …


Exclusivo
Coluna do Estadão

Pauta verde ainda fora das eleições municipais

No momento em que o debate ambiental e sustentável cresce no mundo e pressiona o Brasil, a pauta verde, por enquanto e infelizmente, está fora das prioridades da maior parte dos candidatos nas …


Exclusivo
Coluna do Estadão

Fux mantém controle sob juiz das garantias

Antes de tomar posse na presidência do Supremo, Luiz Fux determinou a inclusão em pauta das ações diretas de inconstitucionalidade (Adins) referentes ao juiz das garantias, bandeira da advocacia, …


Exclusivo
Coluna do Estadão

Os alicerces para a candidatura de Doria

A escolha do vereador emedebista Ricardo Nunes para ser o vice de Bruno Covas na eleição deste ano em São Paulo finca alicerces para a construção da aliança entre PSDB, MDB e DEM em torno da …


Exclusivo
Coluna do Estadão

Luiz Fux: Lava a Jato e “sentimento” do povo

Para além das frases salutares, porém, muitas vezes óbvias e obrigatórias (a defesa da democracia e da independência entre os Poderes), o discurso de Luiz Fux ao tomar posse na presidência do Supremo …


Exclusivo
Coluna do Estadão

Lava a Jato de Bretas nas portas do Judiciário

A ofensiva jurídica, comandada por Marcelo Bretas, contra advogados e o Superior Tribunal de Justiça (STJ) estacionou o comboio da Lava a Jato nas portas do Judiciário, faltando pouco para ela se …


Exclusivo
Coluna do Estadão

Secretário quer engajar cidades em vacinação

Diante das afirmações de Jair Bolsonaro de que não pode obrigar os brasileiros a se vacinarem contra a Covid-19, o presidente do Conselho Nacional dos Secretários Estaduais de Saúde, Carlos Lula, …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados