search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Boca de siri
Painel da Folha de São Paulo

Boca de siri

O Ministério da Saúde se recusa a passar informações sobre a quantidade de testes de Covid-19 e de qualquer medicação de seu estoque.

Em resposta a pedido via Lei de Acesso, a pasta de Eduardo Pazuello afirma que as “informações referentes ao estoque de medicamentos sob guarda deste ministério se encontram em status de reservado”. Eles embasam o sigilo, em meio à pandemia, com um documento classificado em 2018, mas especialistas dizem que a justificativa é descabida.

Avesso
Marina Atoji, gerente de projetos da Transparência Brasil, diz que “colocar o estoque inteiro de medicamentos em grau reservado é contrariar totalmente o princípio de que o sigilo tem que ser exceção”. Além disso, ela aponta que os testes para Covid-19 não se encaixam na classificação de 2018, dado que naquele ano eles nem existiam.

Como?
O ministério argumenta que essas informações podem “pôr em risco a vida, a segurança ou a saúde da população” ou “oferecer risco elevado à estabilidade financeira, econômica ou monetária do País”. Atoji diz que isso não faz sentido e pergunta como isso se daria.

E se
“Não há justificativa plausível para que esta informação seja classificada como reservada”, diz Gil Castello Branco, fundador da ONG Contas Abertas. “Quanto maior a transparência nesses estoques, maior será o controle social. Se houvesse transparência plena em relação ao oxigênio, por exemplo, possivelmente não teria ocorrido a tragédia de Manaus”.

Autoria
O pedido de Lei de Acesso foi feito pelo deputado Ivan Valente (PSOL-SP).

Empurrãozinho
Advogados, juristas e representantes do meio artístico solicitaram uma reunião com o presidente da OAB, Felipe Santa Cruz. O objetivo do encontro é de tentar convencê-lo a ingressar com um pedido de impeachment contra o presidente Jair Bolsonaro.

Lista
Entre os articuladores da conversa estão Dora Cavalcanti, do grupo de advogados Prerrogativas, membros dos movimentos Basta!, Juntos e Somos, além de Paula Lavigne.

Parte
Também estão na mobilização integrantes do grupo 342Artes, que criou um abaixo-assinado para pressionar o procurador-geral, Augusto Aras. A iniciativa alcançou número de mais de 28 mil assinaturas até ontem.

No alto
O número de investigações abertas com base na Lei de Segurança Nacional quase dobrou em 2020 em relação a 2019. No segundo ano do mandato de Bolsonaro, foram 51 inquéritos instaurados, batendo novo recorde, agora dos últimos seis anos (2015).

Boca
A polêmica legislação, criada na ditadura militar, tem sido usada contra críticos do Presidente e militantes bolsonaristas que fizeram atos pedindo fechamento do Congresso e do STF. Em 2019, o número já tinha sido o maior dos últimos anos, 26 investigações abertas. Nos anos anteriores foram 19 (2018), 5 (2017), 7 (2016) e 13 (2015).

Alvo
Um dos 51 inquéritos de 2020 é o do advogado Marcelo Feller, como mostrou a coluna da Mônica Bergamo, por causa de uma declaração na CNN contra o Presidente.

Nos autos
O diretório estadual do PSB, presidido pelo ex-candidato Márcio França, ingressou com ação direta de inconstitucionalidade contra o corte promovido pela gestão João Doria (PSDB-SP) da isenção de IPVA em 2021 de 80% das pessoas que se declaram com deficiência.

Cancela
O PSB paulista pede a suspensão da lei que promoveu a mudança na cobrança do imposto. Em nota, o governo do estado diz que França “procura os holofotes”.

Luz
Deputados do Psol vão protocolar um projeto de resolução na Câmara definindo que os votos dos parlamentares para a escolha da presidência da Casa passem a ser abertos. O projeto altera artigo do regimento interno da Câmara e tem como objetivo, segundo seus autores, deixar a eleição mais transparente.

Chega
O candidato Arthur Lira (PP-AL) tem dito que, se ganhar a eleição, vai acabar com as entrevistas diárias, em contraposição ao que faz o presidente Rodrigo Maia (DEM-RJ). Ele diz que quando um só fala, os outros se calam.

Tiroteio
“O Ministério da Saúde é inoperante, o das Relações Exteriores é delirante e o da Economia é hesitante e insensível”.
De Rodrigo de Castro (PSDB-MG), deputado e líder do partido a partir de fevereiro, sobre o enfrentamento da crise pelo governo Bolsonaro.

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

últimas dessa coluna


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Valendo

Eduardo Leite (PSDB-RS) subiu o tom ontem contra Jair Bolsonaro como ainda não havia feito antes. Ele convocou entrevista para rebater dados do governo federal sobre repasses a estados. …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Estilhaços

A perda bilionária e o vexame causado pela intervenção de Jair Bolsonaro no comando da Petrobras aumentou o debate entre auxiliares do presidente sobre a imagem dos militares. Para uma ala do …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

O culpado

Governos de vários estados anunciaram medidas que, nos bastidores, as próprias gestões avaliam ser insuficientes para conter o avanço da Covid-19. Eles se veem sem força e apoio social para bancar …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Pegadas

De saída do comando da Secretaria de Comunicação Social (Secom) da Presidência da República, o empresário Fabio Wajngarten é investigado pela Polícia Federal no inquérito sobre financiamento e …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Quebra pau

A maior apreensão de madeira supostamente extraída de forma ilegal virou motivo de atrito entre a Polícia Federal e o Exército. A briga, revelada pelo Painel, foi parar no Palácio do Planalto. O …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Expertise

Na expectativa de receber 78 mil doses de vacinas contra a Covid-19 do Ministério da Saúde, ontem, o governo do Amazonas viu chegar apenas 2.000. O estado vive crise na pandemia desde o começo …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Eliminado

Promotores que investigam o esquema de rachadinha de Flávio Bolsonaro classificaram como perdido o caso após a decisão de ontem do Superior Tribunal de Justiça. Para eles, trata-se de uma decisão com …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Sem base

A relação feita por Jair Bolsonaro entre o preço dos combustíveis e as fraudes não coibidas em postos de gasolina não bate com tese defendida pela Polícia Federal. O Presidente citou a presença …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Esperando Bolsô

Levantamento da gestão Bruno Covas (PSDB) mostra que 137 mil famílias na cidade de SP já passaram por todo o processo de cadastramento para receber o Bolsa Família, mas até hoje não foram contemplada…


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Lentes cor de rosa

Apresentado a representantes da Frente Nacional de Prefeitos na sexta-feira, um diagrama do Ministério da Saúde com a quantidade de vacinas contra a Covid-19 tem apenas 49,04% das doses listadas …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados