Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Qual a Bronca?

Qual a Bronca?

Colunista

Redação A Tribuna

Trânsito confuso em Cariacica revolta motoristas

| 11/02/2020, 14:07 14:07 h | Atualizado em 11/02/2020, 14:10

Motorista enfrenta problemas na região do viaduto da BR-262, em frente à Ceasa, em Cariacica
Motorista enfrenta problemas na região do viaduto da BR-262, em frente à Ceasa, em Cariacica |  Foto: Kadidja Fernandes / AT

“Quem segue de Viana para Vitória tem duas opções, ou passa pelo viaduto para prosseguir na BR-262, ou entra à direita, para pegar a via lateral e chegar a Campo Grande. Nesta via lateral, paralela ao viaduto, o trânsito fica constantemente congestionado, principalmente, no horário de fluxo mais intenso”, denuncia a advogada Carolina Oliveira, que mora em Joana D'Arc, Vitória.

Segundo ela, a situação se agravou com o aumento do fluxo em função de novos estabelecimentos comerciais, como o Shopping Moxuara, o Oba Superatacado e, mais recentemente, o Supermercado Perim. “O local é mal sinalizado, não tem faixa de pedestres ou fiscalização. É um salve-se quem puder diário”, desabafa.

Imagem ilustrativa da imagem Trânsito confuso em Cariacica revolta motoristas
Repostas

A Prefeitura de Cariacica informa que trechos citados na reclamação, não são de responsabilidade do município, mas sim do DNIT.

O DNIT-ES informa que, em frente ao supermercado Perim, há faixa de pedestres e a sinalizações horizontal e vertical encontram-se em bom estado de conservação. A partir deste ponto em direção a Viana, início do citado viaduto , o trecho foi concedido e a jurisdição pertence à concessionária ECO-101, incluindo a via lateral do Shopping Moxuara.

A Eco101 explica que ao longo do Viaduto Ceasa há dois retornos: um próximo à estação de tratamento da Cesan e outro em frente ao Supermercado Oba, que é o trecho citado pela leitora. Este último está fora da área do Contrato de Concessão da Eco101, sendo apenas o primeiro de responsabilidade da empresa. Desta forma, a concessionária não realiza intervenções neste local específico por ser uma área localizada fora do trecho da concessão.

MATÉRIAS RELACIONADAS