Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Qual a Bronca?

Qual a Bronca?

Colunista

Sufoco para marcar consulta

| 27/08/2021, 11:00 11:00 h | Atualizado em 27/08/2021, 11:05

“Minha bronca é sobre o atendimento na Unidade Básica de Saúde (UBS) do bairro Marcílio de Noronha. Minha mãe, Ivanilde Azevedo Silva, tem vários problemas de saúde e necessita marcar uma consulta com o clínico-geral para mostrar o resultado dos exames de sangue que realizou recentemente e não consegue”, reclama o porteiro Marco Antônio da Silva, que mora no bairro.

Unidade de Saúde de Marcílio de Noronha, onde  morador diz ter dificuldade para marcar consulta médica
Unidade de Saúde de Marcílio de Noronha, onde morador diz ter dificuldade para marcar consulta médica |  Foto: Kadidja Fernandes/AT

Segundo ele, o atendimento no local é muito ruim. “Não há mais visita de agentes de saúde às famílias e, na unidade, só enfermeiros estão à disposição dos moradores”, conta.

Marco acrescenta que esteve no local para tentar marcar consulta para a mãe e não conseguiu. Agora questiona: “Como é possível um enfermeiro querer ocupar o lugar de um médico? Isso não existe”, frisa.

A Secretaria de Saúde de Viana informa que a UBS de Marcílio de Noronha I conta com três médicos e a UBS Marcílio de Noronha II tem um médico. Eles realizam atendimento diário à população, de segunda a sexta-feira, no período das 7 às 16 horas.

Esclarece que, para agendamento de consulta, o morador deve procurar a recepção da UBS, nesses mesmos dias e horários, portando o cartão da família.

As equipes de Estratégia Saúde da Família das duas unidades contam com agentes comunitários de saúde que realizam visita domiciliar periodicamente às residências vinculadas a sua microárea de atuação. O exercício profissional do enfermeiro, técnico de enfermagem e auxiliar de enfermagem está regulamentado por lei. Dentre as atribuições, está prevista a consulta.
 

MATÉRIAS RELACIONADAS