Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Qual a Bronca?

Qual a Bronca?

Colunista

Redação A Tribuna

Ônibus em alta velocidade

Moradora reclama que motoristas excedem o limite de velocidade e ignoram a faixa de pedestres, na rua Lucio Bacelar, em Vila Velha

| 01/02/2022, 11:04 11:04 h | Atualizado em 01/02/2022, 11:09

“Os ônibus que integram o sistema Transcol da Grande Vitória e também os da linha municipal, que pertencem à Viação Sanremo, estão sempre curvando em alta velocidade, na  esquina das ruas Lucio Bacelar e Desembargador Augusto Botelho, na Praia da Costa, colocando em risco os pedestres”, denuncia a dona de casa Alba Said, que mora no bairro.

“Os motoristas sequer respeitam as faixas existentes no local”, destaca a moradora.  Segundo ela, no bairro moram idosos e crianças, que ficam expostos ao perigo a qualquer hora do dia.

Outra que reclama dessa situação é a advogada Maria Auxiliadora Paixão, que mora na Praia da Sereia. Ela conta que, dias atrás, ao atravessar neste cruzamento, teve que correr para não ser atropelada por um coletivo. 

“O veículo entrou na curva muito acima do limite de velocidade permitida”, aponta. 

Segundo a advogada, a Guarda Municipal de  Trânsito deveria atuar com mais frequência no local para punir os infratores, pois veículos pequenos também curvam com excesso de  velocidade.

Alba e Maria Auxiliadora pedem que a  Ceturb e a viação tomem providências e a guarda atue no local diariamente.  

A Guarda Municipal de Vila Velha informa que realiza fiscalização e orientação diariamente na cidade. E a orla, incluindo o local citado, é alvo de blitze constantes. Frisa que a prefeitura revitalizou, nas duas últimas semanas, a sinalização entre Itaparica e Praia da Costa. 

A Ceturb-ES disse que vai reforçar com os consórcios operadores sobre a necessidade de obediência ao Código de Trânsito e de transitar na velocidade permitida na via.

A Viação Sanremo nada respondeu ao questionamento enviado no dia 21.

O que diz o leitor

Alba e Maria Aparecida pedem um maior rigor na fiscalização por parte da Ceturb e da Guarda Municipal e esperam que a situação melhore.

Imagem ilustrativa da imagem Ônibus em alta velocidade
 

B. das Laranjeiras

Rua no escuro
Paulo Renato Bordignon Garmatter, técnico de enfermagem

“A luminária da rua Santa Luzia, em frente ao número 1.634, não acende, deixando o trecho no escuro”.

A Secretaria de Serviços da Serra disse que conta com o canal oficial gratuito para  pedido de reparos na iluminação pública do município. O telefone é 0800-000-0717, tanto de telefone fixo quanto de celular.

Santa Cecília

Abrigo quebrado
Leandro Alves Theodoro, marinheiro

“O abrigo do ponto de ônibus da BR-262, em frente à empresa Águia Branca, está com a  base corroída  e pode desmoronar”.

A Ceturb informa que  os abrigos de ônibus são considerados mobiliários urbanos e, portanto, de responsabilidade das prefeituras. A Prefeitura de Cariacica disse que a instalação de abrigos para ônibus cabe à Ceturb, conforme competências.

Santa Mônica - Guarapari

Rua sem infraestrutura e calçamento
Isaias Vieira de Souza, policial militar reformado



Bronca: 

Rua Aquarios, no bairro Santa Mônica, que ainda não tem meio-fio, dtrenagem nem calçamento.



Foto do leitor Izaias Vieira de Souza
Bronca: Rua Aquarios, no bairro Santa Mônica, que ainda não tem meio-fio, dtrenagem nem calçamento. Foto do leitor Izaias Vieira de Souza |  Foto: BRONCA
 

“Em fevereiro do ano passado, fiz contato com essa coluna, solicitando o calçamento da rua projetada que sai da rua Aquários e vai até a rua Espírito Santo, no bairro Santa Mônica. Pois bem, não obtive retorno, até a presente data. A rua continua sem meio-fio e cheia de buracos e mato”. 

A Secretaria de Obras Públicas e Serviços Urbanos da Prefeitura de Guarapari afirma que a rua  Espírito Santo, no bairro Santa Mônica, está incluída no cronograma de drenagem e pavimentação do município. 

Quanto à rua Aquários, ainda não está inserida no cronograma de obras.

Ilha do Príncipe

Quadra escura
Christiano Rodrigues da Silva, pastor

“A iluminação da quadra poliesportiva do bairro está deficiente. Quatro postes estão apagados. Desde 2015, o local não recebe a manutenção devida”.

A Secretaria de Transportes, Trânsito e Infraestrutura Urbana de Vitória anuncia que uma equipe irá ao local para avaliar as condições de iluminação da quadra e a necessidade de manutenção ainda esta semana.  

Vila Independência

PA superlotado
Aparecida Dos Santos Furrequi,  assistente fiscal

O Pronto Atendimento de Alto Laje está superlotado. Há aglomeração de pessoas e muita demora no atendimento”. 

A Secretaria de Saúde de Cariacica disse que, no dia 26 de janeiro, o PA do Trevo estava com quadro completo de profissionais, com nove clínicos em atendimento. A espera ocorreu devido ao grande fluxo de pacientes.

OPINIÃO DO LEITOR

Clientelismo

O fato de líderes de bairros se aproximarem de políticos em troca de obras e investimentos pode gerar uma relação de dependência com o poder público com prejuízo ao sistema democrático. 

Isso porque o poder público passaria a atender os pedidos não porque são um direito dos cidadãos, mas sim em razão do compromisso político das lideranças, caracterizado pela troca de votos com a vísivel motivação clientelista.

De fato, os gestores, sobretudo os municipais, ao levarem líderes comunitários para dentro da administração pública com essa finalidade clientelista, acabam por enfraquecer o movimento popular, que sempre teve características bem combativas ao longo da história.

Claro que não podemos generalizar. Afinal, existem muitos gestores e líderes que exercem o seu papel com independência e afinco!  

Marcos Souza
Vila Velha

Menina Lua

Certamente poucas crianças teriam a sorte de um berço tão feliz  e pródigo como a menina Lua, filha de Tiago Leifert e Daiana Garbin – ele, apresentador na TV; e ela, jornalista. 

E Lua, uma menina linda, fruto adorável  do amor do jovem casal, com pouco mais de um ano de vida, é acometida de um câncer nos olhos que poderia causar-lhe cegueira. Mas seus pais já conseguem bons resultados no combate sem limites à doença. 

E saibam, Tiago e Daiana, de nossas preces, e estamos rezando com vocês para que a pequenina Lua possa ver no sempre, e de olhos bem abertos,  esse amor bonito que vocês lhe dedicam. Amor de lua cheia, iluminando vagas no mar.

Roberto Pimentel
Praia do Canto –  Vitória

Negacionismo

Quando a gente acha que já viu de tudo, aparece algo novo! Negacionistas e pessoas ignorantes estão agredindo comerciantes e médicos quando se solicita o uso de máscaras. 

Apesar da nossa tradição com vacinas, ainda existe grande negação e burrice acerca da covid. Infelizmente alguns pagam com a própria vida por esta ignorância.

Valdeci Carvalho Ferreira
Mata da Serra – Serra

Chuvinha

“Anda depressa, Isadora!” “Estou indo, mamãe.” “Corre, filha! Esta chuvinha é de molhar bobo.” “Por que ela molha o bobo, mamãe?” “É um modo de dizer, Isa. E se a gente não andar logo, vamos ficar molhadinhas da Silva.” “Não, mamãe. Vamos ficar molhadinhas Siqueira!!”

Anna Célia Dias Curtinhas
Bento Ferreira –  Vitória

MATÉRIAS RELACIONADAS