Login

Imagem ilustrativa da capa de fundo do colunista

Qual a Bronca?

Imagem do colunista

Invasão de imóvel abandonado

18/11/2021 10:47:38 min. de leitura

“Um imóvel que fica na avenida Leitão da Silva, entre o edifício Emídio Paes e a Eletrônica Sansey, onde funcionaram duas clínicas médicas, foi  invadido e,  atualmente, está ocupado por pessoas em situação de rua”, denuncia a fonoaudióloga Bianca Marchesini, moradora do bairro Bento Ferreira.

Imagem ilustrativa da imagem Invasão de imóvel abandonado
 

De acordo com a leitora, o imóvel apresenta deterioração por ser antigo, além de não receber a manutenção adequada, desde que foi desocupado pelos antigos locadores.  Bianca afirma ainda que “o proprietário também não fez as reformas necessárias”. 

 A moradora solicita que a Prefeitura de Vitória notifique o proprietário para que ele isole o imóvel evitando, assim, que seja invadido e usado inadequadamente.

A Secretaria de Desenvolvimento da Cidade e Habitação da Prefeitura de Vitória informa que fiscais foram enviados ao local e tomarão as devidas providências para notificar o proprietário do imóvel. 

A Secretaria de Assistência Social, por sua vez, alega que oferta vários serviços às pessoas em situação de rua. Entre eles está o Serviço Especializado de Abordagem Social (Seas).  Durante a abordagem, são realizadas intervenções no que diz respeito ao acolhimento nos equipamentos da Semas como Centro de Referência Especializado de Assistência Social para População de Rua (Centro-Pop), que é referência no atendimento para pessoas em situação de rua, Casa Lar que é um serviço para  pessoas adultas em situação de rua com transtorno mental com poucas possibilidades de (re)inserção familiar.  Albergue para migrantes e  Serviço de Acolhimento Emergencial Transitório, inaugurado em julho, aumentando de 155 para 195 o número de vagas para abrigo.