Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Qual a Bronca?

Qual a Bronca?

Colunista

Redação A Tribuna

Estação de embarque em obras

Acesso às lanchas que vão integrar o sistema aquaviário será feito por ponte coberta para oferecer maior conforto aos usuários

| 26/07/2022, 09:35 09:35 h | Atualizado em 26/07/2022, 09:35

“Cadê o Aquaviário da Grande Vitória?”, pergunta o professor Fernando Braga, que mora no bairro Itapuã, em Vila Velha. 

O professor disse que o governo do Estado anunciou a implantação do serviço, mas não há nem sinal de obras nas estações previstas. 

“Em outras cidades brasileiras o sistema já opera com sucesso”, destaca Fernando. A Secretaria de Mobilidade e Infraestrutura (Semobi) do Estado informa que as obras de construção das estações de embarque e desembarque estão em andamento. 

A de Porto de Santana, em Cariacica, é a que está com as obras mais adiantadas. A primeira etapa, que corresponde a parte de terra e a edificação, está praticamente concluída. Agora, começa a ser preparada para receber obras de montagem do píer. 

Na Prainha (Vila Velha), as obras já têm a parte de fundação concluída. Na Praça do Papa, em Vitória, a estrutura está em fase de fundação. Já a estação da Rodoviária, também na capital, está em fase final de aprovação de projetos devido à mudança de local. 

O investimento nas obras é de R$ 5,9 milhões na construção das quatro estações. Em paralelo, a Semobi está contratando a operação dos barcos, e a previsão é de que o sistema comece a operar ainda este ano.

A implantação do novo modal é uma das prioridades do governo do Estado na área da mobilidade. Inicialmente, está prevista a operação com quatro estações para embarque e desembarque: Prainha, Enseada do Suá, Rodoviária e Porto de Santana.

Os pontos de embarque e desembarque vão contar com estrutura onde os passageiros vão aguardar a embarcação. Para o acesso aos barcos, haverá uma interligação, tipo ponte, que será coberta para o conforto aos usuários.

O QUE DIZ O LEITOR

Fernando disse esperar que as obras sejam concluídas no prazo e que o sistema entre em operação para facilitar a mobilidade.

Bronca

Enseada do Suá -Vitória


Obras do Terminal Aquaviário na Praça do Papa
Bronca Enseada do Suá -Vitória Obras do Terminal Aquaviário na Praça do Papa |  Foto: A Tribuna
 

Munitura/Fundão

Estrada de acesso
Ronilton Luiz da Silva, motorista

“Quando as obras de pavimentação da estrada de acesso à localidade de Munitura, na zona rural de Fundão, serão retomadas? A estrada continua em estado precário, apesar da promessa de obras feita em fevereiro”.

A Prefeitura de Fundão  foi procurada pela coluna, mas não deu retorno aos contatos.

Bronca:


Estrada de acesso à localidade de de Munitura, na área rural de Fundão, que está intransitável



Foto do leitor Ronilton Luiz da Silva
Bronca: Estrada de acesso à localidade de de Munitura, na área rural de Fundão, que está intransitável Foto do leitor Ronilton Luiz da Silva |  Foto: A Tribuna
 

Praia do Canto

Cobrança de couvert 
Dimitre Louzada, arquiteto

“É correto cobrar a taxa de serviços de 10% praticada em bares e restaurantes sobre o couvert artístico pago aos artistas?”.

O Procon-ES informa que a cobrança da taxa de serviço (10%), conhecida como gorjeta do garçom, é calculada sobre o valor da conta do cliente. A taxa de serviço (10%) e o couvert artístico são cobranças distintas.

Campo Verde

Rua abandonada
Marcelo Lima, motoboy

“A rua D2 continua abandonada, suja e cheia de mato. Precisamos de melhorias. Não podemos esperar  até 2024 pelo asfaltamento, como promete a prefeitura”.

A Prefeitura de Viana  esclarece que os serviços de pavimentação estão acontecendo de acordo com cronograma. As obras no bairro devem ser realizadas durante o próximo semestre.

Nossa Senhora da Penha

Barulho e licença
Roberth Tristão das Neves, vigilante

“Moro no primeiro andar de um edifício na avenida Carlos Lindenberg, quero reclamar de uma situação que muito nos incomoda. A escada interna de acesso está sendo reformada, sem qualquer licença junto à prefeitura. Já abrimos pedidos junto à prefeitura, mas nenhum fiscal esteve no local para colocar fim a essa situação”. 

A Prefeitura de Vila Velha informa que os fiscais de obras foram ao local.

André Carloni

Bronca:
 EDP instalou novo poste na rua Santa Terezinha, em André Carloni, mas não retirou o poste velho, nem transferiu a fiação.


Foto do leitor José Renato Laranja
Bronca: EDP instalou novo poste na rua Santa Terezinha, em André Carloni, mas não retirou o poste velho, nem transferiu a fiação. Foto do leitor José Renato Laranja |  Foto: A Tribuna
 

Retirada de poste

José Renato Laranja, aposentado

“A EDP instalou um novo poste na rua Santa Terezinha, mas não retirou o antigo e nem transferiu a fiação”.

A EDP informa que a obra foi reprogramada devido às condições climáticas desfavoráveis que acometeram a região de André Carloni, na Serra. A nova previsão de atendimento é para a primeira semana de agosto.

OPINIÃO DO LEITOR

Saúde pública

Não é nenhuma novidade de como sofrem os brasileiros das camadas sociais menos favorecidas ao dependerem de órgãos públicos para qualquer tratamento de saúde, e até independentemente da gravidade da doença: extensas filas no atendimento, falta de remédios e aparelhagem, quadros insuficientes de profissionais, etc.

Tudo concorre para que muitas pessoas sacrifiquem seus orçamentos familiares para contratar planos privados de saúde, e nem aí, para alguns casos mais graves, essas pessoas podem contar com a cobertura de seus planos. Mais complacência de todos os envolvidos nos casos especiais de saúde pública, uma simples questão de humanidade.

Roberto Pimentel
Praia do Canto  – Vitória

Pequenos furtos

A imprensa em todo o País repercute muitos casos chamados de pequenos furtos nos quais o meliante, em sua grande maioria, não fica preso. Os pais sensatos corrigem um filho por ter pego um pequeno objeto de outrem e se ele reincide, a correção precisa ser um pouco mais severa? Então por que um meliante contumaz de pequenos furtos não é punido e fica entrando e saindo das delegacias, no chamado enxuga gelo?

Valdeci Carvalho Ferreira
Mata da Serra  – Serra

Dia dos Avós

Dia 26 de julho (nesta terça-feira) é o Dia dos Avós, coincidindo com a data em que a Igreja Católica celebra São Joaquim e Santa Ana, pais de Maria e avós de Jesus. Eu, por exemplo, tenho oito netos e uma bisneta, é imenso meu amor por eles, e deles me orgulho. Parabéns a nós, avós. Merecemos ter nosso dia especial.

Aldo José Barroca
Antônio Honório – Vitória

Do Brasil para o mundo

Com relação à falta de transparência e auditoria questionada pelo presidente Bolsonaro, o governo dos Estados Unidos, rico e com exemplar democracia, no último dia 19 de julho, afirmou “As eleições brasileiras servem de modelo para o mundo”. 

Que tal implantar para eles, que têm eleições seriamente conturbadas, o nosso processo eleitoral e faturar alguns milhões de dólares? Quem sabe com isso abriria novas portas para exportarmos, além de commodities, também o nosso processo eleitoral de rápida apuração e isento de fraude para muitos outros países? Seria a forma de faturarmos e disseminar a nossa cultura eleitoral. 

Humberto Schuwartz Soares
Praia da Costa – Vila Velha

MATÉRIAS RELACIONADAS