Login

Imagem ilustrativa da capa de fundo do colunista

Qual a Bronca?

Imagem do colunista

Acidentes e brigas no trânsito de Castelândia

09/10/2021 09:16:32 min. de leitura

“Todos os dias, acidentes acontecem no cruzamento das ruas Wilson Cesar Nascimento Filho e Hélio Viana, em Castelândia. Não aguentamos mais as brigas de trânsito no cruzamento”, denuncia a esteticista Débora Luana Coelho, que mora no bairro.

Segundo a leitora, moradores próximos são acordados na madrugada e, nem diante da gravidade dos acidentes, a Prefeitura toma qualquer providência para reduzir a velocidade nas ruas.

“Um quebra-molas, reconstruído há pouco mais de dez dias, foi destruído, novamente, na madrugada do ultimo dia 22 de setembro, às 4 da madrugada”.

“Lombadas mais elevadas ou semáforo precisam ser instaladas antes que alguém morra neste cruzamento perigoso”, alerta.

Imagem ilustrativa da imagem Acidentes e brigas no trânsito de Castelândia
Registro de acidentes no cruzamento: vítimas socorridas pelo Samu-192 são rotina, segundo moradores Foto: Débora Luana Coelho

Débora disse que ocorreram acidentes envolvendo veículos de passeio, ônibus, motociclistas e caminhões de entrega.

“Estamos assustados com essa situação e pedimos ajuda para acabar com essas colisões”

A Secretaria de Obras da Serra esclarece que, neste ano, já reforçou a sinalização de trânsito no cruzamento da rua Wilson Cesar Nascimento Filho com a rua Hélio Viana, em Castelândia, destacando a prioridade para quem acessa a Rua Hélio Viana.

Informa, também, que já encaminhou a equipe técnica ao local para que seja realizada uma vistoria, com objetivo de analisar a melhor proposta para reduzir os índices de acidentes neste cruzamento, seja reforçando ainda mais a sinalização ou instalando um redutor de velocidade.

A Seob reforça o pedido aos motoristas para que respeitem a sinalização de trânsito e o limite de velocidade máxima permitido para a via.

O que diz o leitor

Débora disse esperar que a prefeitura coloque logo os redutores de velocidade para reduzir os acidentes.


Praia da Costa

Clínica descredenciada

Bruna Aparecida Brandão Oliveira, doceira

“A Samp descredenciou a clínica Nuresm, que atendia a mais de 100 crianças autistas, interrompendo assim o tratamento e o vínculo terapêutico alcançado pela equipe”.

A Samp esclarece que está ampliando a sua rede de clínicas e, nesse caso em específico, houve uma substituição do prestador já divulgada. O atendimento será mantido até dia 27/11.

Praia do Canto

Aposentadoria

Cezar Ribeiro, consultor de empresa

“Pedi minha aposentadoria urbana por idade junto ao INSS e o pedido foi indeferido, mesmo apresentando documentos”.

O INSS explica que o benefício foi negado por não apresentação da Certidão de Tempo de Contribuição. O recurso está na fila da Central de Análise de Benefício.

Centro

Limpeza de lotes

Ricardo Rangel Galvão, supervisor

“A Prefeitura está limpando terrenos nas ruas Cabo Aylson Simões e Amarildes Bernardes, mas não atendeu ao meu pedido de poda de uma árvore”.

A Secretaria de Serviços Urbanos de Vila Velha alega que limpou os terrenos por questão de saúde pública. Os donos pagarão multa.

Bandeirantes

Troca de banco

José Damas Filho, aposentado

“Recebo o benefício do INSS na Caixa e quero a portabilidade para o Banco do Brasil, mas o órgão não aceita”.

O INSS esclarece que o beneficiário deve ir ao banco fazer a portabilidade desejada. Mas, se tiver algum empréstimo no banco atual, pode ser que não consiga efetuá-la.

Araçás

Pavimento danificado

Elsio Antonio Rodrigues, servidor público

“Caminhões que passam pela rua Buenos Aires estão danificando o pavimento e causando rachaduras nas casas”.

O Grupamento de Trânsito de Vila Velha afirma que é proibido o tráfego de carreta e bitrem, mas de caminhões é permitido, visto que há comércio na região.

Cachoeiro de Itapemirim

Quebra-molas

Roberto Araujo Martins, aposentado

“Desde 2014, solicitamos a colocação de dois quebra-molas e uma faixa elevada na avenida Jorge Simão, no bairro Coramara, e não fomos atendidos”.

A Prefeitura de Cachoeiro de Itapemirim é procurada pela coluna, desde o dia 22 de setembro e até o momento não respondeu ao leitor.


Opinião do leitor


Inflação

Estamos vendo que a inflação está em alta nesses doze meses, chegando a ultrapassar os 10%. Neste caso, como vai ficar o salário mínimo e os reajustes dos aposentados?

Vamos esperar que o governo, junto com todos os políticos, vejam essa situação, e façam as correções honestamente. Achamos o valor do salário mínimo muito baixo.
Angelo Rozalem
Bairro de Fátima - Serra

Carro

“Bom dia, Paulinho! Está lavando o carro do seu Carlos, né?” “É.” “Deixe-o assim.” “Por quê?” “Porque ele está lindo coberto de flores amarelas.” “Dona coisinha, ele passou a noite debaixo daquela árvore.”

“Você não acha que o carro parece um túmulo de mármore preto enfeitado com cravos-de-defunto?”

“Parece mesmo. Coitadinho do meu patrão! Escapou por pouco da covid e está apavorado com essa peste. Se ele escutar uma coisa dessas, aí sim, ele bate as botas de vez!!”

Anna Célia Dias Curtinhas
Bento Ferreira - Vitória

Pandemia

Estamos com a pandemia bem controlada graças a vacinação que avança e a gestão do governador Casagrande. Mostrar méritos na bonança é até fácil, mas na crise é que se conhece os verdadeiros gestores.

Não é com gritos, agressões e acusações que se resolve uma pandemia ainda desconhecida, mas com inteligência, humildade e ouvindo sempre especialistas confiáveis.

As gestões de Casagrande e Hartung se somaram e os capixabas estão saindo desta crise com poucas sequelas porque o Estado estava e está saneado!

Valdeci Carvalho Ferreira
Mata da Serra - Serra

Fim da CPI

Finalmente está chegando ao fim a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI da Covid-19). Esse trabalho serviu para esclarecer a sociedade o tamanho da falta de responsabilidade do Parlamento brasileiro para com o povo.

Foram cinco meses de brincadeira com o dinheiro público. Finalizar essa marmota com festa é mais uma afronta aos eleitores que acreditam nesses desocupados.

Daniel da Costa
Itapuã - Vila Velha