Login

Imagem ilustrativa da capa de fundo do colunista Kleber Amorim

Plenário

Imagem do colunista Kleber Amorim

Kleber Amorim

Será que a pauta destrava?

29/11/2021 09:53:33 min. de leitura

Faltando menos de um mês para o recesso parlamentar dos deputados da Assembleia, em 22 de dezembro, a pauta de  projetos já começa  o dia de hoje trancada após uma semana passada  pouca produtiva, em que nenhum deles foi votado.

O motivo são os  vetos do governo, que possuem  prioridade para serem apreciados em relação aos projetos e, por isso,  sempre que existirem, encabeçarão a pauta de votação.   

Até a última sessão, realizada na quarta-feira, eram quatro vetos, um apenas foi analisado e três continuaram. A apreciação deles   tem ocorrido  a conta gotas também em semanas anteriores  e foi criticada em plenário por Sergio Majeski (PSB).

“Na pauta tem vários vetos e já há algumas semanas ela tem sido trancada pela não votação. Estamos nos aproximando do fim do ano legislativo, não resta nem um mês em nosso calendário. A gente precisa acelerar essas votações”, cobrou.

E o Casa Grande?

Majeski contou em plenário que conversou com Casa Grande que lhe informou que existe uma fila de projetos com pedidos de urgências para serem votados após os vetos. 

Majeski falava do secretário-geral da Mesa Diretora, Carlos Eduardo Casa Grande, que auxilia os trabalhos na Casa e não do governador Renato Casagrande.

Tantas emoções

O deputado Marcelo Santos (Podemos), que não perdeu a piada, disse que ficou emocionado ao saber que Majeski teria  tratado de temas importantes com o governador. 

 Majeski também em tom de brincadeira  perguntou  quem era ele  “para ter essa intimidade com o governador  como tantos outros aqui tem?”,  questionou sorrindo.

PL versus Libertadores

O PL não queria o deputado Alexandre Xambinho -  ainda do partido - em seu evento realizado no sábado, que contou com as presenças do cantor Netinho e a deputada federal Bia Kicis (PSL). Mas o parlamentar não deve ter se importado, no dia estava no Uruguai para a final da Libertadores.

Eleição 

O Ministério Público de Contas do Estado (MPC-ES) formará amanhã, a lista tríplice com os nomes para a escolha do novo procurador-geral do órgão. Estão inscritos, porém, dois nomes: o do procurador Heron Carlos Gomes de Oliveira, titular da 3ª Procuradoria de Contas; e o procurador Luis Henrique Anastácio da Silva, titular da 1ª Procuradoria de Contas e atual procurador-geral. O resultado da votação será levado ao governador optar por um.

Vereadora cobra prestação de contas de prefeito

Com 11 meses de gestão, o prefeito de Vitória Lorenzo Pazolini (Republicanos), ainda não compareceu à Câmara de Vereadores para prestar contas. É o que tem alertado a vereadora Camila Valadão (Psol), que afirma que a ausência dele no parlamento descumpre o que prevê a Lei Orgânica do município, que diz que compete ao prefeito comparecer semestralmente à Câmara para apresentar relatório da administração e responder indagações dos vereadores”.

Homenagem aos músicos

Como reconhecimento ao trabalho dos músicos, o deputado Adilson Espindula (PTB) homenageou a categoria por meio dos tocadores de concertina, durante sessão solene na Assembleia. “Que, por meio da música, a felicidade esteja sempre presente em cada dia de nossas vidas”, disse o parlamentar na ocasião.

Também esteve no PL

Quem também esteve no evento do PL capixaba no sábado foi o deputado Danilo Bahiense (sem partido). Ele, que tentará a reeleição, tem recebido convites  de diversos partidos, mas ainda não se decidiu.

Saúde mental

Projeto na Assembleia, de Emílio Mameri (PSDB), quer criar a política estadual de saúde mental em escolas. Estudantes, trabalhadores e pais seriam contemplados com medida de atenção psicossocial.

29 de novembro de 1807

Data de transferência da corte portuguesa para o Brasil.

Este conteúdo é exclusivo para assinantes. Assine para acessar: Assinar Já é assinante? Acesse para fazer login