Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Plenário

Plenário

Colunista

Kleber Amorim

Segurança na mira dos deputados

| 03/03/2021, 07:44 07:44 h | Atualizado em 03/03/2021, 07:56

A mudança na presidência da Comissão de Segurança da Assembleia, com um aliado do governo (Luiz Durão) à frente, não tem impedido que deputados, até os da base, cobrem o governo, principalmente por mais efetivo policial.

Desde a semana passada que as cobranças têm sido feitas e ontem aumentaram após o episódio de equipes de TV serem ameaçadas por criminosos em Planalto Serrano, na Serra.

O deputado Danilo Bahiense cobrou mais policiais na DPCA. Segundo ele, o efetivo da delegacia que investiga crimes contra crianças em toda região metropolitana se resume a dois delegados, dois escrivães e 9 agentes e investigadores. “No ano passado foram registradas 1.674 ocorrências”, alertou.

O deputado Bruno Lamas também tem cobrado. Em ofício enviado ao governo, denunciou que o prédio da Delegacia de Montanha estava em más condições e que acabou sendo interditado. Também tratou da falta de viaturas e policiais.

À espera do concurso
A Polícia Civil informou que o concurso público que está em andamento deve contratar, até o fim do ano, 410 novos policiais, que devem dar um reforço no efetivo em todo o Estado. Disse ainda que a DPCA foi reformada recentemente e recebeu novas viaturas. Quanto à Montanha, uma delegacia móvel foi enviada para lá e uma sede nova será construída.

Lava a Jato com moral
Levantamento feito pelo Instituto Paraná Pesquisas mostrou que 69,2% dos entrevistados acreditam que a operação Lava a Jato fez mais bem do que mal para o Brasil. Já 24,6%, acham que fez mais mal do que bem e 6,2% não responderam ou não opinaram. Foram 2.264 entrevistas, por telefone, entre os dias 16 e 19 do mês passado.

Imagem ilustrativa da imagem Segurança na mira dos deputados
Seguindo os passos
A deputada estadual Iriny Lopes extrapolou tanto o tempo do seu discurso, na sessão de ontem, que fez lembrar o colega Zé Esmeraldo, que já teve o microfone cortado. O deputado Marcelo Santos presidia a sessão e chegou a interrompê-la várias vezes, mas ela não ouviu e continuou a discursar.

Assumção quer ser secretário?
O deputado Capitão Assumção fez ontem um discurso inflamado criticando o secretário de Estado da Segurança, coronel Alexandre Ramalho, na condução da pasta e revelou o que pareceu ser um desejo oculto: disse que se ofereceu para ser secretário. “Já falei com o governador, antes de você (Ramalho) sentar aí, eu me propus a sair do meu mandato e assumir a Segurança”. Ramalho assumiu em abril de 2020.

Pedida a prisão de procurador de Montanha
A Justiça de Pinheiros expediu mandado de prisão contra o procurador do município de Montanha, na última segunda-feira. O processo corre em segredo de Justiça, mas, segundo o prefeito André Sampaio, trata-se de pensão alimentícia. “Já foi resolvido, ele já pagou a pensão”. O mesmo procurador já foi alvo do Ministério Público que recomendou ao prefeito a sua exoneração, por responder a quatro processos, incluindo um por violência doméstica.

Semana decisiva
Sobre a recomendação do Ministério Público orientando a exoneração do procurador, o prefeito de Montanha, André Sampaio, disse que vai definir nessa semana. “Pedimos mais prazo para tomar conhecimento do processo e entender o caso”.

Estatística
A vereadora de Vitória Karla Coser protocolou projeto que cria o programa “Direitos das mulheres em dados”, para produzir estatísticas sobre mulheres atendidas em políticas públicas do município.

Homenagem
O vereador de Vitória Anderson Goggi homenageou o médico Vitor Fiorin, com um voto de louvor, pelo trabalho do profissional no combate ao câncer de mama.

Combate à pandemia
Há os que investem em união, vacinas e conscientização da população e há os que investem no caos.
 

MATÉRIAS RELACIONADAS