Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Plenário

Plenário

Colunista

Kleber Amorim

Quem quer dinheiro?

| 18/10/2020, 08:05 08:05 h | Atualizado em 18/10/2020, 08:12

Entra eleição, sai eleição e a distribuição de recursos para as campanhas dos candidatos sempre dá confusão. É muito difícil um dirigente de partido conseguir agradar todo mundo na divisão do dinheiro e aí vêm as cobranças. “Já brigaram comigo aqui, mas é difícil”, disse o presidente do PSB-ES, Alberto Gavini, a quem cabe administrar os recursos dos socialistas.

Em Vitória, Sérgio Sá recebeu R$ 500 mil do partido para a campanha. Em Guarapari, Gedson Merízio conta com R$ 100 mil. “O PSB nacional encaminhou recurso para todas as capitais. Já para os outros municípios, a Estadual é quem vai repassar. O Gedson vai receber mais”. Segundo Gavini, o partido deverá contar com R$ 3,8 milhões a R$ 4 milhões, para os 38 candidatos a prefeito, os 31 a vice e os quase mil vereadores.

Mas nem todos vão receber a mesma coisa. Segundo Gavini, será levado em conta o tamanho da cidade, se tem tempo de TV, se terá 2º turno e a competitividade da candidatura.

Definição nacional

O PT vai usar os critérios definidos pela Executiva nacional para dividir os recursos. Em Vitória, João Coser recebeu R$ 321 mil do PT nacional. Dez vezes mais que a candidata à prefeita de Cariacica, Célia Tavares (R$ 30 mil da Nacional). Segundo a tesoureira do PT, deputada Iriny Lopes, a Estadual terá quase R$ 2 milhões para distribuir aos candidatos.

Igreja e eleições

A Igreja Católica divulgou uma carta, assinada pela Arquidiocese de Vitória e pelas dioceses de Colatina, São Mateus e Cachoeiro, orientando os fiéis na escolha dos candidatos. Pedem pra levar em conta: “A verdade e o bem comum”, “a liberdade e a democracia”, “solidariedade e enfrentamento à fome”, “a chaga da corrupção” e “a missão do leigo”.

E na Serra...

Os candidatos a prefeito da Serra já arrecadaram R$ 2.058.779 para gastar na campanha. Quem tem até agora mais bala na agulha é Sergio Vidigal, que recebeu R$ 540.269. Em 2º no ranking está Xambinho, com arrecadação de R$ 401.500. Fábio vem em seguida, com R$ 400 mil e Bruno Lamas com R$ 372.900. Vandinho já arrecadou R$ 340 mil. Gracimeri tem até agora R$ 2.610 e Luciana Malini, R$ 1.500. Os demais não prestaram contas.

Imagem ilustrativa da imagem Quem quer dinheiro?
Nada de tapete de santinhos

O Ministério Público Eleitoral reuniu candidatos para assinarem o pacto “Cidade Limpa”, que tem por objetivo evitar o derrame de santinhos pelas ruas do Estado. Os candidatos vão entregar o material excedente no cartório da 52ª Zona Eleitoral que entregará aos catadores de recicláveis.

MP pede a inelegibilidade de prefeito de Kennedy

O Ministério Público pediu a inelegibilidade do prefeito de Presidente Kennedy, Dorlei Fontão, por suposto abuso de poder político. Segundo, a ação, o prefeito teria distribuído, em julho, kits de material escolar e uniformes, com a alegação de que as aulas estavam próximas de retornar. O MP cita, porém, que nessa data o município estava em risco alto, que não havia previsão de volta às aulas e que a distribuição dos kits não foi feita em anos anteriores.

GALERIA

Na mira do MP

Além de mirar o prefeito, a ação do Ministério Público em Presidente Kennedy também tem como alvo um empresário e a secretária de Educação do município.

Incluído

O presidente do CNJ, ministro Luiz Fux, designou o desembargador Fernando Zardini, supervisor das Varas Criminais e de Execuções Penais do TJ-ES, para compor o grupo de trabalho que vai avaliar a necessidade de revisão das regras de negócio atuais do Banco Nacional de Monitoramento das Prisões – BNMP 2.0.

Inauguração

O candidato a prefeito de Cariacica Saulo Andreon (PSB) inaugura nesta segunda seu comitê de campanha, às 19h, no bairro Dom Bosco.

De olho

O que tem de cargo comissionado doando dinheiro para a campanha eleitoral do chefe não está no gibi.

MATÉRIAS RELACIONADAS