Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Plenário

Plenário

Colunista

Kleber Amorim

Os abacaxis de Marataízes

| 19/10/2020, 06:34 06:34 h | Atualizado em 19/10/2020, 09:30

Não é só na agricultura que os abacaxis de Marataízes ganham destaque. Após a Justiça anular uma convenção do Republicanos, o que fez o partido continuar com o candidato a prefeito Toninho Bitencourt e não mais com a candidata Norma Ayub, outro candidato corre o risco de deixar o pleito.

Na última sexta-feira, o chefe do cartório da 43ª Zona Eleitoral, Felipe Meleipe, deu certidão pelo indeferimento da candidatura à reeleição do prefeito Tininho Batista, a pedido do Ministério Público Eleitoral e da Norma. Alega que a candidatura configuraria um 3º mandato. A certidão não é uma decisão, cabendo ao juiz eleitoral liberar ou não a candidatura.

Tininho foi eleito vice-prefeito para o mandato de 2013-2016. Mas assumiu como prefeito após o afastamento do prefeito eleito Jander Vidal, por aproximadamente 27 meses. Em 2016 Tininho concorreu e foi eleito prefeito, assumindo em 2017.

“Não existe 3º mandato”
A defesa do prefeito Tininho Batista vai entrar com uma petição hoje esclarecendo que “a tese de 3º mandato já foi superada”. “Tininho deixou a prefeitura um ano antes da eleição de 2016, então não configura terceiro mandato. Também vamos nos manifestar porque houve um excesso por parte do chefe de cartório”, disse o advogado Gedson Rodrigues.

Tem saúde no plano?
Embora a eleição para prefeito sempre tenha sido muito ligada a demandas de saúde, o tema até agora foi pouco explorado nos programas de TV dos candidatos a prefeito. O que chama a atenção, uma vez que a pandemia de Covid-19 ainda vigora. Eleições ao governo são mais ligadas ao tema de segurança e as presidenciais, à economia.

Imagem ilustrativa da imagem Os abacaxis de Marataízes
Acabou com a festa!
Em Barra de São Francisco, os candidatos estão sem saber o que pode e o que não pode no município. Após ter uma reunião política interrompida pela PM na sexta, o candidato a prefeito Enivaldo dos Anjos cancelou os outros compromissos políticos até o juiz eleitoral do município esclarecer as regras.

Defesa por mudanças
O presidente do PSB-ES, Alberto Gavini, defende que, nas próximas eleições haja mudanças, ou no valor do Fundo Eleitoral ou na estrutura das campanhas. “O Fundo Eleitoral tem que ser repensado. Por mais que tenha sido reduzido o expediente de campanha, programa de TV custa caro, material de gráfica também. Até mídias digitais têm custo. Ou repensa o valor ou muda a estrutura da campanha”.

Não têm dinheiro ou não prestaram contas?
Até sábado, metade dos candidatos a prefeito de Cariacica não tinha disponibilizado o quanto arrecadou de recursos na campanha. No site do TSE a informação era que faltava prestação de contas. Já a outra metade conseguiu arrecadar R$ 1.115.100. Marcos Bruno lidera o ranking com R$ 380 mil, seguido de Sandro Locutor, R$ 280.950; Professor Saulo, R$ 200 mil; Célia Tavares, R$ 143.750; Dr. Motta, R$ 99.400; Euclério, R$ 10 mil e Ivan Bastos, R$ 1 mil.

Galeria

ACM Neto na campanha?
O candidato a prefeito de Cariacica Euclério Sampaio (DEM) está tentando trazer para sua campanha o prefeito de Salvador (BA), ACM Neto, uma das estrelas do partido.

Marina incluída...
A Transparência Internacional faz amanhã o 2º debate da série “Diálogos Transparência Internacional - À Frente da Curva”, com o tema “Corrupção, clima e meio ambiente”. O evento será realizado em parceria com a embaixada da Alemanha. Uma das convidadas é Marina Silva.

“Ele é um guarda-chuva”
O líder do governo na Ales, deputado Dary Pagung, disse que o governador não deve entrar na campanha no 1º turno, onde aliados disputam. “O governador é um guarda-chuva. Ele respeita os palanques da base”.

Só na capital secreta
Em Cachoeiro, a foto do Lula tem aparecido no programa de TV da candidata à prefeita pelo PT. Na Grande Vitória, porém, ele anda sumido.

MATÉRIAS RELACIONADAS