Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Plenário

Plenário

Colunista

Maioria a favor de adiar eleição

| 01/06/2020, 06:45 06:45 h | Atualizado em 01/06/2020, 06:49

Levantamento feito pelo Instituto Paraná mostrou que a maioria é favorável a adiar as eleições de outubro para novembro ou dezembro deste ano, devido à crise do coronavírus.

Segundo a pesquisa, 65,3% dos entrevistados são a favor do adiamento, 28,7% são contra e 6% não souberam ou não responderam. A pesquisa foi feita por telefone com 2.280 pessoas de 230 municípios entre os dias 23 e 26 deste mês.

No Congresso, um grupo técnico está sendo formado para avaliar as possíveis datas para o adiamento da eleição. Na sexta-feira passada, estava marcada uma reunião entre o presidente da Câmara Federal e o presidente do TSE.

O instituto também perguntou sobre a avaliação ao desempenho dos prefeitos diante da crise. Dos entrevistados, 14,1% consideraram ótima a atuação dos gestores. Já 28,2% consideraram boa; 26,2%, regular; 11,6%, ruim e 17,1%, péssima, sendo que 2,8% não souberam dizer ou não opinaram.

Agressão a jornalistas
Tramitam na Câmara Federal 5 projetos que aumentam a punição para quem agredir, ofender, impedir o trabalho ou matar profissionais de imprensa. O PL 2982/20 prevê prisão de 1 a 3 anos para agressão verbal e a pena aumenta em 1/3 se o ataque for em redes sociais. Prevê também multa de R$ 5 mil a R$ 10 mil, que dobra se o autor for agente público.

Gaeco, orgulho do MP
Em debate na OAB sobre “Desafios do Ministério Público no combate à corrupção”, a procuradora-geral de Justiça, Luciana Andrade, exaltou o papel do Grupo de Combate ao Crime Organizado (Gaeco). “O Gaeco capixaba foi pioneiro em tomar providências também na esfera cível em matéria de improbidade administrativa”, disse. Prática virou modelo no País.

O pai e a mãe da proposta
A deputada estadual Janete de Sá também protocolou projeto obrigando o uso de máscara no Estado, em todos os espaços públicos, sob pena de multa que pode chegar a R$ 3.500. Ela protocolou antes que o colega Hércules Silveira. Os dois projetos devem ser acoplados em um só.

Inclusão
As estudantes de Direito Geovanna Rodrigues e Salisia Peixoto, autoras do projeto de extensão universitária “O direito à participação política da pessoa com deficiência: sufrágio universal enquanto instrumento de inclusão”, participam de debate online sobre o tema, com a presença da OAB-ES e da Comissão Nacional de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência. Será às 15h de amanhã. Elas desenvolveram um trabalho em parceria com o TRE.

Setor de calçados perdeu. O de mercados, ganhou
Numa análise da Secretaria de Estado da Fazenda dos segmentos mais impactados pela crise do coronavírus, com dados de março a 15 de maio comparados ao mesmo período do ano passado, o setor de calçados foi o que teve a maior perda de faturamento (-63,8%), seguido de joias e relógios (-62,2%) e vestuário (-58,2%). Outros setores, porém, aumentaram o faturamento, como hortifrutigranjeiros (+29,4%), transporte (+28,2%) e minimercados (+26,6%).

Galeria

Petróleo em queda
O boletim da Fazenda também avaliou o preço do barril do petróleo durante a pandemia. Em 2 de março, o barril custava 50 dólares. No final da 1ª quinzena de maio, o preço era de 32,5 dólares. A queda foi de 37,3%.

Mal-estar entre aliados
O senador Marcos do Val gerou mal-estar com o governo do Estado após divulgar que está se tratando com hidroxicloroquina – mesmo sem testar positivo para Covid-19 ainda – e dizer que “é um crime o que estão fazendo politizando um remédio”, horas depois de o governo suspender o uso do medicamento no Estado.

Evidências
O Tribunal de Contas do Estado (TC-ES) participa, hoje e amanhã, do seminário online “Políticas públicas baseadas em evidências”.

Semana promete...
Debate promete ser quente na Ales. Motivo? Comarcas no interior.

MATÉRIAS RELACIONADAS