Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Plenário

Plenário

Colunista

Kleber Amorim

Kit Covid põe 22 municípios na mira

| 08/08/2021, 08:55 08:55 h | Atualizado em 08/08/2021, 09:00

O conselheiro do Tribunal de Contas Sérgio Borges deu 5 dias para 22 municípios darem explicações sobre a compra de medicamentos do chamado Kit Covid para tratamento precoce.

Os municípios notificados foram: Vitória, Vila Velha, Guarapari, Afonso Cláudio, Alto Rio Novo, Brejetuba, Castelo, Colatina, Ibiraçu, Itarana, Jaguaré, João Neiva, Laranja da Terra, Pancas, Pedro Canário, Santa Maria de Jetibá, Santa Teresa, São Domingos do Norte, São Gabriel da Palha, São Roque do Canaã, Sooretama e Venda Nova do Imigrante.

O conselheiro é relator de representação do Ministério Público de Contas que aponta irregularidades com a compra de medicamentos sem eficácia comprovada para a Covid – cloroquina, hidroxicloroquina, azitromicina e ivermectina –, o que teria ocasionado despesas ilegítimas e antieconômicas. O MPC alega que o uso dos medicamentos não ocorreu com base em critérios científicos, mas sim ideológicos e por má-fé.

Fim do “Pare e siga”
Projeto da Mesa Diretora da Assembleia quer proibir o DER, ou concessionárias de rodovias no Estado, de bloquear a pista para construção ou manutenção entre as 6h e 22h. Para que as intervenções ocorram precisará ter o tráfego nos dois sentidos simultaneamente. Se aprovado, o projeto prevê multa de 50 mil VRTEs, o equivalente hoje a R$ 182.295.

Lições de Mandela
Em sua visita ao Estado, o vice-presidente da Câmara Federal, Marcelo Ramos, disse ter um quadro com a foto de Nelson Mandela (ex-presidente sul-africano) que o inspira. “Mandela ensinou que ódio não se combate com ódio, mas sim com reconciliação. É o desafio para o próximo presidente. Precisamos reconciliar o País!”, disse o deputado.

Imagem ilustrativa da imagem Kit Covid põe 22 municípios na mira
Meu político, meu pai!
Nas redes sociais, políticos e seus assessores recebem pedidos diversos todos os dias. São pessoas querendo obras e melhorias nas comunidades, empregos, mas tem quem ache que político é pai. Semana passada, um deputado recebeu de um eleitor o pedido para comprar carne para churrasco!

Estratégia
Um levantamento feito pela equipe de combate à desinformação da BBC mostrou que sete meses antes das eleições norte-americanas, o ex-presidente Donald Trump começou a tuitar falando em fraudes nas eleições. De abril até novembro do ano passado (data da eleição) foram mais de 70 menções de “eleições fraudulentas” ou “fraudes em eleições” e que foram amplificadas por influencers aliados do ex-presidente. Parece que Trump fez escola.

Mais quatro ações arquivadas na Corregedoria
Quatro representações sobre quebra de decoro contra dois vereadores de Vitória foram arquivadas na Corregedoria da Câmara da capital. Os relatores – vereadores Camila Valadão, que ficou com um processo, e André Brandino, que ficou com três – relataram pela inadmissibilidade e o colegiado acompanhou o voto, durante sessão na semana passada.

Tretas continuam
Em um semestre, já tramitaram 5 ações na Corregedoria da Câmara.

Sem doutor
O deputado Hudson Leal enviou ofício à Mesa Diretora para retirar o título de “doutor” à frente de seu nome de identificação parlamentar. O deputado também é médico.

Sem golpe
O deputado Hudson Leal usou suas redes sociais para informar que golpistas estão usando seu nome para arrecadar dinheiro alegando que seria para um evento beneficente.

Pobreza menstrual
A Câmara de Marilândia aprovou projeto do vereador Emilio Gava que prevê ao município distribuir absorventes para mulheres de baixa renda, em situação de risco social.

Troféu maturidade
Vai para o adolescente Tomás Covas, 15 anos, que defendeu a memória do pai, Bruno Covas, após um ataque gratuito do presidente Bolsonaro.

MATÉRIAS RELACIONADAS