Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Plenário

Plenário

Colunista

Kleber Amorim

Disputa para ser vice de Gandini

| 09/02/2020, 09:05 09:05 h | Atualizado em 09/02/2020, 14:43

Embora o posto de vice na composição de uma chapa majoritária seja o último a ser fechado, as articulações para uma dobradinha com o deputado Fabricio Gandini (Cidadania) em sua pré-candidatura a prefeito de Vitória estão a pleno vapor.

Além do chefe da Central de Serviços, o vereador licenciado Nathan Medeiros (PSB), ter dito à coluna na semana passada que vai se desincompatibilizar em abril – mas não para tentar a reeleição como prefeito e sim ser vice na chapa de Gandini –, o PV também mostrou interesse na vaga.

Em reunião na última sexta-feira com o deputado, o presidente do PV de Vitória, Lúcio Hemerly, colocou o nome do secretário de Esporte de Vitória, Antônio Louzada, para jogo. Louzada entrou na gestão do prefeito Luciano Rezende numa articulação para dar mais espaço ao PV e desmobilizar o G-8 – grupo de oito parlamentares independentes formado na Câmara.

Nathan fora do PSB?
Há uma possibilidade de o chefe da Central de Serviços, o vereador licenciado Nathan Medeiros, deixar seu partido, o PSB. A desfiliação – que pode ocorrer durante a janela partidária –, seria uma saída para que Nathan seja emplacado como vice do pré-candidato a prefeito do Cidadania, Fabrício Gandini, caso o PSB mantenha a candidatura própria.

Na bronca desde 2018
A bronca do deputado Zé Esmeraldo com a atual direção do MDB vem desde a campanha de 2018. Ele alega que não recebeu dinheiro suficiente do partido para a disputa, mas que mesmo assim conseguiu se eleger e acusa os ex-deputados e adversários Luzia Toledo e Lelo Coimbra (presidente estadual da sigla) de abocanharem a maior parte da verba.

Para a plateia!
Os deputados Lorenzo Pazolini e Vandinho Leite voltaram com projetos que foram derrotados no ano passado. Pazolini protocolou de novo a obrigação de cobrança aos presidiários pelo uso de tornozeleiras eletrônicas e Vandinho, a proibição de ideologia de gênero nas escolas. Culpa do ano eleitoral!

“Mediação é a melhor justiça”
“Quem precisa de Justiça, precisa que ela seja feita com celeridade. O Judiciário não pode ter a vaidade de ser o único a resolver conflitos. A mediação é a melhor Justiça, a mais rápida, a mais eficiente porque as partes tendem mais a cumprir aquele acordo do que uma decisão judicial.”
A defesa é do ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Nefi Cordeiro, que esteve no Estado semana passada.

Rede quer pescar peixe grande
A Rede pode não ter alcançado nacionalmente a cláusula de desempenho, mas tem grandes ambições. No Estado, quer pescar os dois maiores peixes: os deputados Sergio Majeski, para disputar a Prefeitura de Vitória, e Lorenzo Pazolini, para a Serra. Os dois foram os mais votados em 2018. Ainda que a lei não permita a mudança partidária de Majeski e que Pazolini não seja afeito a partidos de ideologia de esquerda, a Rede mantém viva a chama da esperança.

Galeria

Mais confusão
A convenção do MDB de Cariacica seria ontem, mas, segundo o ex-deputado Marcelino Fraga, fracassou. “Não deu quórum. Teria de ter 126 presentes, só tinha 60. A convenção é nula”, disse. O vereador de Cariacica Edson Nogueira foi um dos ausentes. “Estava passando mal.”

Depois da tempestade...
O prefeito de Cachoeiro, Victor Coelho, parece ter ganhado capital político após ter conduzido os trabalhos durante as chuvas.

Vai ou fica?
O mercado político cogitou que o vereador de Vila Velha Arnaldinho Borgo trocaria de abrigo: em vez do Podemos, optaria por ir para o Republicanos, com convite já feito. Ele negou. O presidente do Republicanos, Roberto Carneiro, disse que em Vila Velha já tem pré-candidatura de Hudson Leal.

Disputa em Pancas
O presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Pancas, Reginaldo Muniz, deixou o PT e se filiou ao PMN. Será candidato a prefeito.

MATÉRIAS RELACIONADAS