Login

Imagem ilustrativa da capa de fundo do colunista Kleber Amorim

Plenário

Imagem do colunista Kleber Amorim

Kleber Amorim

Discussão da vinda de Alckmin

22/11/2021 07:41:15 min. de leitura

Caciques do PSB, incluindo o governador Renato Casagrande,  reuniram-se na última quarta-feira, supostamente, para tratar da prioridade na filiação do ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB) no partido.

A possível chegada do tucano teria como objetivo lançá-lo  como candidato a  vice-presidente de Luiz Inácio Lula da Silva, desde que o PT apoie o PSB em cinco estados prioritários nas eleições de 2022. Seriam eles: São Paulo, Rio Grande do Sul, Pernambuco, Acre e Rio de Janeiro.

Perguntado por Plenário sobre qual posição teria sobre a suposta vinda de Alckmin para o seu partido e se  contaria no Estado com o apoio de Lula e/ou vice-versa, Casagrande disse que “esses assuntos não foram tratados na reunião”.

Na sexta-feira, a coluna mostrou que não constava na agenda do governador compromissos na quarta em Brasília.

Faltando diálogo

A presidente do PT-ES, Jackeline Rocha, por sua vez, conta que o partido tem acompanhado o debate da geopolítica nacional, mas reclama que falta diálogo no Estado do PSB  com sua sigla. “Como os outros governadores dos estados vêm fazendo com as direções regionais, com conversas não somente eleitorais, mas construindo agenda de País”.

“Pura especulação”

O deputado Emílio Mameri (PSDB) acredita que é pura especulação Alckmin como vice de Lula e que entende que políticos com visão diferente possam dialogar. 

O ex-vice-governador César Colnago diz que se isso ocorrer de fato terá que ser com Alckmin em outro partido, mas espera que ele “continue no ninho tucano”.

O comendador

 Novela reprisada recentemente trazia o personagem conhecido como  comendador. Sexta-feira, no Tribunal de Justiça, durante a escolha dos novos desembargadores, teve candidato que também ganhou o apelido durante  leitura de seu currículo. Isso porque constavam muitas   comendas já recebidas.

Estrategistas

 Se as alianças dos partidos estão sendo feitas, outras que estão sendo constituídas são as das contratações de estrategistas para as campanhas. 

Alguns namoros já estão se transformando em noivados, e os flertes não têm parado em terras capixabas. 

Tem estrategista com agenda cheia com pré-candidatos. 

Inclusive, ninguém duvida de que casamentos improváveis entre  alguns atores políticos possam surgir.

 Homenagem do presidente norte-americano

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD), leu durante sessão na semana passada,  homenagem  que o  senador capixaba Marcos Do Val (Podemos) recebeu do presidente dos Estados Unidos, Joe Biden. 

“Pelo reconhecimento das mais de quatro mil horas dedicadas ao serviço daquela nação. O senador tem belíssimo histórico de serviços prestados na preparação de forças táticas especiais americanas”, disse Pacheco.

Ordem de serviço

 O governador Renato Casagrande (PSB), assinou no  sábado, a Ordem de Serviço para manutenção do edifício e futura implantação do Centro Estadual de Educação Técnica (CEET) de Vargem Alta. 

 Atenderá 300 alunos

A unidade atenderá, em média, 300 alunos, entre cursos técnicos e profissionais. No município, Casagrande também fez a entrega das pontes de Morro do Sal e Jaciguá, e urbanização do centro de Capivara.

Contra linguagem neutra

O vereador de Vila Velha, Devanir Ferreira (Republicanos), em discurso na semana passada criticou a decisão do ministro do STF, Edson Fachin, que emitiu uma liminar suspendendo a lei estadual de Rondônia que proibia o uso de “linguagem neutra” nas escolas. “Vou ensinar a fazerem a verdadeira inclusão”, disse.

Presidente assassinado

Neste dia em 1963, o então presidente dos Estados Unidos, John F. Kennedy, foi assassinado em Dallas. 

Este conteúdo é exclusivo para assinantes. Assine para acessar: Assinar Já é assinante? Acesse para fazer login