Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Plenário

Plenário

Colunista

Kleber Amorim

A decisão mais difícil

| 26/03/2021, 07:41 07:41 h | Atualizado em 26/03/2021, 07:50

A decisão de retirar 100% da frota de ônibus das ruas foi, segundo interlocutores do governo, a mais difícil de ser tomada na tarde de ontem.

Desde outubro, o entendimento do Palácio Anchieta tem sido manter 100% dos ônibus e reduzir o número de passageiros circulando. E a estratégia foi essa para a quarentena. Mas não atingiu o objetivo esperado pelo governo.

“Nós estamos com a mesma quantidade de ônibus do Transcol de antes da pandemia, 1.450. E tínhamos a expectativa de reduzir a circulação de passageiros em 50% durante a quarentena. Mas isso não aconteceu. A redução foi de 20% só”, disse o diretor-presidente da Ceturb, Raphael Trés.

Algumas possibilidades foram levantadas, como reduzir a frota à tabela de horário de domingo, mas nem foi para a mesa de negociação. Para reduzir a circulação das pessoas, chegou-se à conclusão que somente seria possível com a retirada de 100% da frota. A decisão também é resposta às denúncias de aglomeração e possíveis contaminações nos coletivos.

Pacote social
Conforme antecipado ontem pela coluna Plenário Online, o governador anuncia hoje o pacote de proteção social às famílias mais vulneráveis, com destaque para o auxílio emergencial que será dado a 70 mil famílias de extrema pobreza dividido em três parcelas. No pacote também vai ser anunciado repasse para municípios e distribuição de cestas básicas.

Sessões antecipadas
As câmaras de Vitória e Serra decidiram convocar uma sessão extraordinária hoje para antecipar a votação das matérias que estariam em pauta na semana que vem, já que as duas câmaras estarão fechadas devido à impossibilidade de deslocamento dos servidores – não haverá ônibus. Nas duas câmaras as sessões terão início às 9h30.

Imagem ilustrativa da imagem A decisão mais difícil
Sinais, fortes sinais...
Chamou a atenção o vídeo que começou a circular ontem sobre a atuação do prefeito de Vitória, Lorenzo Pazolini, na gestão da pandemia. O vídeo exalta o avanço na vacinação e a concessão do auxílio na capital. À coluna, o vídeo chegou logo após o governador anunciar mais restrições da quarentena.

Assis é o nome do PTB ao Senado
Em reunião com o presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson, ficou definido que o Subtenente Assis será o nome do partido para disputar vaga ao Senado no ano que vem. A legenda também quer eleger um deputado federal e três estaduais. A reunião foi com Assis, que comanda o PTB no Estado mesmo sem ser presidente, e com o secretário-geral, Matheus Magalhães.

Debandada do Avante após intervenção
Toda a Executiva estadual do Avante deixou o partido após uma intervenção da Executiva nacional no comando do partido no Estado. A decisão da nacional, tomada no dia 15, tirou o presidente estadual Dejalma Merlo e, em seu lugar, colocou o empresário Marcel Carone. Numa carta assinada na quarta-feira pelo presidente, vices-presidentes, secretários, tesoureiro e vogais, afirmam que não concordam com a intervenção e que deixam o partido.

Galeria

Tendências
A família Merlo – Dejalma Merlo e o irmão, Tenório – que comanda o Avante é bastante alinhada ao governador e atua na gestão. Com a ida de Marcel para o comando, o partido tende a ficar mais independente.

Quem espera...
O presidente da Comissão de Educação da Assembleia, Bruno Lamas, comemorou o anúncio do governador de começar no dia 15 a vacinar professores e policiais. Bruno tem insistido nesse pleito faz tempo.
Não perde a oportunidade
Na sessão remota, a deputada Iriny Lopes (PT) escreveu no caderno e mostrou na tela: “Lula inocente”.

Antes tarde...
Após 300 mil mortos por Covid, o presidente Bolsonaro resolveu criar um comitê com governadores e o Congresso para tratar a pandemia.

MATÉRIAS RELACIONADAS