Login

Imagem ilustrativa da capa de fundo do colunista Gabriela Rebello

Nutridicas

Imagem do colunista Gabriela Rebello

Gabriela Rebello

Alimentação para a 8ª Corrida Tribuna Ruas da Cidade

12/11/2021 10:50:16 min. de leitura

No próximo dia 21 teremos a 8ª Corrida Tribuna Ruas da Cidade e leitores enviaram perguntas para a Nutri sobre o que comer antes, durante e depois da corrida  para ter um melhor desempenho. Então, anota aí que a Nutri responde, afinal, alimentação e treino caminham lado a lado quando o assunto é garantir energia e ter um bom desempenho na corrida, evitando fadiga precoce e indisposição.

Nos dias que antecedem a prova, é importante comer bem para garantir energia para a atividade física. Já depois do evento, uma dieta equilibrada fornecerá todos os nutrientes necessários para seu corpo se recuperar do esforço. Ficou difícil? Que nada! Confere aí!

Três dias antes da prova – Não coma nada diferente do que foi testado durante o período de preparação. Consumir alimentos que não estão acostumados pode causar um possível mal-estar durante a corrida.

Dia da prova – Seu maior suplemento é a alimentação, após isso chamamos de complemento. O primeiro passo será o café da manhã. Não se esqueça de caprichar com carboidratos (pães, torradas, biscoitos ou até mesmo batata-doce). Frutas, sucos, pasta de amendoim e geleia também são ótimas opções. Muitas vezes, nada vale o suplemento sem a base ideal.

Na largada – Leve uma fruta para consumir antes da largada. A ideal e a mais recomendada é a banana.

Durante a prova – O recomendado é beber cerca de 150ml de água a cada 15 ou 20 minutos de corrida. Isso é uma regra-geral. A quantidade varia muito de pessoa para pessoa e condições climáticas. O principal é você nunca esperar sentir sede para ingerir líquidos (o que já é um sinal de desidratação).

Após a prova – Durante o esforço físico, ocorrem desgaste das fibras musculares e redução das reservas energéticas e de água. Por essa razão, comer depois da atividade é fundamental para recuperar o organismo. 

O ideal é caprichar na salada, que deve ser temperada com azeite, limão, ervas e pouco sal. Escolha uma boa fonte de carboidrato como o arroz ou macarrão ou batatas, uma carne magra, feijão ou outra leguminosa, como ervilha, grão-de-bico, etc. De sobremesa, uma fruta.

No dia seguinte – Se você sentir que ainda está desidratado (a urina muito escura e a garganta seca são sinais disso), tome água de coco para repor sais minerais, líquidos e  assim restabelecer o equilíbrio do organismo.

1ª Observação – Proteínas, de origem animal ou vegetal (feijão, lentilha etc.), devem estar presentes em todas as suas refeições, pois fornecem aminoácidos que auxiliam a recuperação muscular. Frutas, legumes, verduras e gorduras boas (azeite, castanhas, abacate) também são importantes. Fontes de antioxidantes, esses alimentos ajudam a combater os radicais livres produzidos na corrida, minimizando a fadiga e as dores.

2ª Observação –  Lembre-se que a alimentação deve ser balanceada sempre e não somente na refeição pré-prova. Se você não vem se hidratando direito ou comeu muita gordura na noite anterior, pode ter queda de desempenho na prova ou até passar mal, com tonturas e desconfortos gástricos. Não se sabote.

 Boa prova e até sexta feira.

Este conteúdo é exclusivo para assinantes. Assine para acessar: Assinar Já é assinante? Acesse para fazer login