Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Nutridicas

Nutridicas

Colunista

Alimentação infantil

| 09/10/2020, 09:54 09:54 h | Atualizado em 09/10/2020, 09:56

Brincadeiras e diversão não vão poder faltar neste 12 de outubro, Dia da Criança. E aproveitando, vamos falar dos cuidados que não podemos dispensar nesta fase de vida, afinal, mais do que um simples hábito ou costume, a alimentação infantil determina boa parte da saúde no futuro.

Ter filhos que comem de tudo – principalmente frutas, legumes e verduras – parece ser o sonho de muitos pais, afinal, depois do seis meses de vida, a preocupação com o cardápio dos filhos só cresce, assim como as dúvidas!

Daí surge a pergunta: como elaborar refeições gostosas, ricas em nutrientes e que ainda ajudem na saúde e no desenvolvimento dos pequenos?

Calma! A Nutri vai dar algumas dicas. Vamos lá:

Peça ajuda na cozinha – Colocar a turminha em contato com os alimentos durante o preparo ajuda a familiarizá-los com os ingredientes.

Por exemplo, peça aos mais novos para ajudarem a descascar batata cozida (quando ela já não estiver superquente). É simples, né? Basta puxar a casca. Também podem lavar as folhas de alface e, para os mais velhos, picar o tomate. Ah! E não se esqueça de levar os pequenos à feira.

Tenha paciência – Sempre que a criança recusar um alimento, tente novamente alguns dias depois. Você pode fazer isso até cinco vezes, sempre com receitas diferentes. Só depois dessa experiência você poderá confirmar que o pequeno realmente não gosta daquele alimento.

Capriche nas cores – A variação de cores significa uma variação de nutrientes. Na hora de montar o prato devemos contemplar quatro categorias de alimentos: leguminosos (feijão, grão-de-bico, lentilha), cereal (arroz, trigo, cevada, aveia), proteína (frango, carne, peixe, ovo) e vegetais (hortaliças e verduras).

Só quando pedirem –  Um dia, evidentemente, os mais novos vão querer experimentar o chocolate, o sorvete, o refrigerante e aquela pizza cheia de gorduras que aparece no comercial da TV.
Mas, enquanto eles estão pequenos e não sentem nem curiosidade e nem vontade de provar, aproveite e não ofereça! Assim você ganha tempo para acostumá-las com comidas saudáveis e fazer com que esses alimentos se tornem as opções principais no paladar dos baixinhos.

E o mais importante – É fundamental que as crianças tenham um bom modelo em casa. Se elas percebem que seus pais comem direitinho, elas também vão querer participar deste cenário. É claro que as porções são diferentes, mas a comida deve ser a mesma para todos.

Mamães, papais, de sangue ou de coração, espero que vocês aproveitem essas dicas para mudarem a rotina alimentar em suas casas. E ah! Não se esqueçam de contar pra Nutri como foi este processo, ok? Pequenos, um feliz Dia das Crianças!
 

MATÉRIAS RELACIONADAS