Login

Imagem ilustrativa da capa de fundo do colunista Eduardo Pinheiro

Mundo Digital

Imagem do colunista Eduardo Pinheiro

Eduardo Pinheiro

Navegação anônima: privacidade e segurança garantidas

29/08/2021 08:09:10 min. de leitura

Sempre recebo e-mails de leitores solicitando orientações de como realizar uma navegação oculta (InPrivate), aquela em que é possível navegar pela internet sem que o navegador armazene dados da sua sessão ativa. Há vários recursos que preservam nossos acessos, o que inclui cookies, arquivos de internet temporários, histórico e outros dados. Essa função dos navegadores acaba fragilizando a nossa privacidade e a segurança no ambiente digital.

A navegação na internet, no modo convencional, nos deixa vulneráveis à perseguição de rastreadores de anúncios e outras ações que acompanham nossas atividades online, para oferecer produtos e serviços, de acordo com os hábitos de consumo de cada internauta.

Uma das principais ferramentas utilizadas para essa finalidade são os cookies, os arquivos que armazenam informações sobre o que fazemos na internet.

Apesar dos cookies oferecerem mais assertividade na navegação, é preciso tomar alguns cuidados, principalmente quem costuma compartilhar o uso do computador, seja em casa ou no trabalho.
Uma vez que o recurso salva para o usuário os websites acessados, palavras e senhas para acelerar a sua navegação futura, outra pessoa pode ter acesso a essas informações e utilizá-las com objetivo de obter alguma vantagem indevida.

Então, para quem deseja realizar uma navegação sem deixar rastros no seu dispositivo, tome nota das seguintes opções de navegação oculta:

Nos navegadores Google Chrome, Edge (Microsoft) e Safari a navegação privada é ativada com a combinação de teclas Ctrl+Shift+N. Já no Firefox ativa-se a navegação oculta por meio da combinação Ctrl+Shift+P.

Todavia, caso tenha esquecido de usar a navegação privada quando deveria, o melhor a fazer é limpar o histórico de navegação para apagar os seus rastros deixados no dispositivo.

No Google Chrome, no Edge e no Firefox, a combinação das teclas Ctrl+Shift+Delete abre a opção para apagar os registros do histórico. Esse caminho é válido tanto para os sistemas Windows quanto o Mac.

No Safari, para Windows, abra o menu e vá em “Preferências”; na aba “Privacidade”, clique em “Remover Todos os Dados dos Sites” para excluir tudo.

Já no Mac, para limpar o Safari, você deve abrir o menu “Histórico” na barra superior e clicar em “Limpar Histórico e Dados dos Sites”.

Vale ressaltar que o recurso de navegação anônima não faz com que você fique totalmente oculto. Se por um lado não são mais salvos, em seu dispositivo, os arquivos de logs dos seus acessos, por outro lado seu endereço IP continuará sendo registrado em cada página visitada e também pelo seu provedor de acesso à internet. Desse modo, é possível identificá-lo, caso pratique alguma ação ilícita ou criminosa na Web.

Finalmente, é bom lembrar que a navegação oculta não protege seu computador de programas maliciosos (malware) da internet. Contra essas ameaças só mesmo um bom antivírus poderá livrar o seu sistema de uma ataque indesejado.